Estado 19/11/2020 20h15

Servidores que receberam auxílio emergencial terão desconto no salário

Cerca de 3,5 mil funcionários públicos estaduais receberam indevidamente os R$ 600,00 pagos pelo governo federal

Os deputados estaduais aprovaram nessa quarta-feira, 18, por unanimidade, o projeto de lei que autoriza o Estado a descontar do salário de servidores que receberam auxílio emergencial de R$ 600,00 do governo federal de forma irregular. De autoria da Procuradoria-Geral do Estado, a proposta deve ser sancionada nos próximos dias pelo governador Eduardo Leite (PSDB).

Segundo levantamento da Controladoria-Geral da União (CGU), cerca de 3,5 mil servidores gaúchos, entre aposentados e pensionistas, civis e militares, receberam o auxílio de forma indevida. O desconto será efetuado tanto de funcionários do Executivo quanto do Ministério Público, Tribunal de Contas e Defensoria Pública.

O desconto será feito com juros de 1% ao mês e correção monetária. O dinheiro será devolvido à União.

LEIA MAIS: Estado quer descontar de servidores auxílio emergencial recebido irregularmente