Nomeação 24/02/2021 20h20

Um santa-cruzense ‘de coração’ é o novo comandante da Itaipu

General que teve passagem marcante à frente do 8º BIMtz assume o desafio de chefiar a segunda maior hidrelétrica do mundo

Um santa-cruzense de coração é o novo diretor-geral da segunda maior hidrelétrica do mundo. Gaúcho de Santa Maria, o general João Francisco Ferreira, de 71 anos, foi indicado pelo presidente Jair Bolsonaro para o cargo na Itaipu Binacional, na fronteira entre o Brasil e o Paraguai, nos municípios de Foz do Iguaçu e Ciudad del Este.

Ferreira, que vai substituir Joaquim Silva e Luna, indicado por Bolsonaro para a presidência da Petrobras, possui uma relação muito próxima com Santa Cruz do Sul. Foi o comandante do antigo 8º Batalhão de Infantaria Motorizado (BIMtz), o chamado “Nosso Batalhão”, entre janeiro de 1995 e janeiro de 1997, que deu lugar ao atual 7º Batalhão de Infantaria Blindado (BIB).

LEIA TAMBÉM: Bolsonaro diz que Silva e Luna arrumará ‘muita coisa errada’ na Petrobras

Itaipu Binacional, na divisa com o Paraguai, é a segunda maior hidrelétrica do mundo: só perde para a Três Gargantas, na China

Embora sua estadia no município tenha sido de dois anos, Ferreira participou ativamente de ações junto à comunidade. Ele foi integrante do Conselho Municipal de Turismo, da Associação Pró-Ensino de Santa Cruz do Sul (Apesc) e do Conselho Municipal de Entorpecentes (Comen). Além disso, multiplicou amizades e admiradores, como o vereador Francisco Carlos Smidt. Em novembro de 1996, Carlão protocolou um projeto, aprovado no plenário da Câmara, para lhe conceder a honraria de Cidadão Santa-cruzense.

“Ele foi uma foi pessoa diferenciada que passou pela nossa comunidade. Sempre educado, equilibrado, competente e agregador. Um homem que, enquanto comandante, respeitou de forma igual do recruta até o maior na hierarquia do Exército”, comentou Carlão, que é ex-militar. “Desde que chegou, conquistou a comunidade pela forma afável de se comunicar e pela destreza, participando de entidades e sempre se colocando à disposição da sociedade.”

Em 1995, a solenidade em que Ferreira foi promovido a coronel, na companhia daesposa Tânia, do então prefeito Edmar Hermany e a então primeira-dama, Helena

O vereador relembrou a homenagem protocolada na Câmara. “Esse título de Cidadão Santa-cruzense foi somente uma consequência de todo o seu trabalho pela nossa comunidade. Tenho orgulho de ter feito esse encaminhamento e lembro que ele ficou extremamente comovido, pelo vínculo bastante intenso que tinha e continua tendo com Santa Cruz do Sul, que com certeza está em seu coração. Com a sua designação para a Itaipu, ganham o governo e o Brasil por ter uma pessoa qualificada à frente desta estatal.”

LEIA TAMBÉM: Agricultor de Santa Cruz integrou artilharia do Exército na 2ª Guerra Mundial

“Relacionamento com a cidade foi espetacular”

Com três passagens pelo Exército de Santa Cruz do Sul – entre 1974 e 1977 como aspirante e tenente, entre 1984 e 1985 como capitão e de 1993 e 1995 como tenente-coronel –, João Bosco Maracci relembra do excelente convívio com o general santa-mariense no município. Maracci foi o subcomandante de Ferreira no 8o BIMtz. “Ele chegou aqui substituindo o coronel Marcílio e teve um excelente desempenho como comandante. Conseguiu angariar, junto aos seus subordinados, um ambiente de muita lealdade, simpatia e profissionalismo”, comentou o coronel Maracci, de 71 anos.

“O relacionamento com a cidade foi espetacular, assim como a relação com as autoridades municipais, chegando ao ponto de receber o título de Cidadão Santa-cruzense em 1996. Não conheço alguém que tenha algo de ruim a apresentar sobre ele, que tem uma carreira vitoriosa desde os tempos da academia militar. Tenho certeza de que irá desempenhar muito bem essa nova função que assumirá em breve”, ressaltou o militar da reserva, que em 2008 também foi agraciado com o título de Cidadão Santa-cruzense. Maracci conversou com o novo diretor da Itaipu Binacional após a nomeação. “Falei com ele e disse que Santa Cruz, terra dele, está torcendo e que todos estarão em oração para que consiga levar essa missão a cabo da melhor maneira possível”

Moi foi recebido por Ferreira junto ao alto comando da Região Oeste, em 2019

O engenheiro Carlos Augusto Gerhard, o Moi, ex-vereador de Santa Cruz de 2001 a 2007, também tem forte ligação com o Exército e relembrou do convívio com o general João Francisco Ferreira, com quem mantém relação de amizade até hoje. “É uma pessoa sensacional. Estivemos com ele ano retrasado em Campo Grande, Mato Grosso do Sul, onde fixou residência. Foi um grande anfitrião e fomos muito bem recebidos pelo alto comando da região Oeste. Devemos visitá-lo agora em Itaipu”, disse Moi.

LEIA TAMBÉM: Exército tem 76 anos de história em Santa Cruz