eletrizante 03/12/2017 19h31 Atualizado às 20h58

Em jogo de sete gols, Grêmio fecha Brasileiro com derrota para o Atlético-MG

Garotada tricolor teve grande atuação em Belo Horizonte, mas após apagão, Galo buscou a vitória de virada com gol de falta de Otero

Os 19 mil torcedores que compareceram ao Estádio Independência assistiram a uma das melhores partidas do Campeonato Brasileiro neste domingo, 3. Melhor para a maioria atleticana, que vibrou com uma virada emocionante do Atlético-MG sobre o Grêmio por 4 a 3. De olho no Mundial de Clubes, o Tricolor fechou a competição nacional na quarta colocação, com 62 pontos. Já o Galo, em nono, com 54 pontos, terá que torcer pelo Flamengo na final da Copa Sul-Americana para garantir presença na Copa Libertadores 2018.

De um lado, uma equipe pressionada, sonhando com a vaga na Copa Libertadores. De outro, um time que vive uma semana mágica, com a conquista do tricampeonato da América, se dando ao luxo de escalar um time de reservas e juniores no Independência. Até o técnico era interino. Atlético-MG e Grêmio fazem temporadas muito distintas e o primeiro tempo foi uma prova disso. Mesmo sem seus titulares, o Tricolor fez frente ao Galo, que atuou com força máxima na Arena Independência.


Primeiro tempo empolgante em BH

Empurrado pela torcida, o Galo começou pressionando e criou boas chances com Valdívia, Fred e Robinho nos 20 primeiros minutos. Mas esbarrou na falta de pontaria de seus jogadores e nas boas intervenções do goleiro Bruno Grassi. A resposta gremista veio aos 21, com Jean Pyerre obrigando Victor a fazer um milagre. Depois, aos 22 e aos 25, Bruno Grassi fez duas defesaças em finalizações de Robinho e Otero. Aos 29, Elias acertou a trave.

O 0 a 0 não era condizente com o que ocorria dentro de campo. Mas tudo mudou aos 33 minutos. Após cobrança de falta de Machado, a bola sobrou para Jean Pyerre, livre, que abriu o placar para o Grêmio. A resposta do Atlético-MG foi rápida. Três minutos depois, Elias tabelou com Fred e, livre, deixou tudo igual no Independência. 

Aos 40 minutos, o lance mais bizarro do jogo favoreceu o Grêmio. Robinho acertou o árbitro após tentativa de lançamento e a bola sobrou para Jean Pyerre, que armou o contra-ataque. Ele achou Pepê, que driblou Victor e fez 2 a 1 para o Tricolor. Mas a vantagem durou pouco novamente. Nos acréscimos, Otero igualou o marcador de falta.


Mais gols, apagão, temporal e virada no fim


Diferente do primeiro tempo, a etapa final começou mais truncada e com muitas faltas. Buscando dar mais poder de fogo ao ataque gremista, César Bueno sacou Lucas Poletto e colocou Batista. A alteração deu resultado. Aos 15, Pepê puxou contra-ataque pela direita e mandou para o garoto, que estufou as redes de Victor. O 3 a 2 foi a senha para o técnico do Atlético-MG também mexer, colocando Luan no lugar do inoperante Valdívia.

Assim como ocorreu no primeiro tempo, a reação do Galo não demorou. Aos 21, Robinho achou Fred dentro da área. O centroavante não perdoou e igualou o marcador mais uma vez. O jogo ficou aberto novamente e os goleiros voltaram a brilhar num intervalo de dois minutos. Primeiro, Victor evitou um gol quase certo de Batista. Depois foi a vez de Bruno Grassi fazer um milagre em finalização de Gustavo Blanco.

Aos 37, Gustavo Blanco foi expulso após entrada dura em Pepê. E, enquanto os jogadores do Galo reclamavam, a luz acabou no Horto. A arbitragem decidiu paralisar a partida, que reiniciou 11 minutos depois. O tempo desabou em Belo Horizonte e, mesmo com um a menos, os donos da casa encontraram forças para buscar a virada. Novamente com Otero, e em cobrança de falta, garantindo a vitória mineira.

 

FICHA TÉCNICA
CAMPEONATO BRASILEIRO 2017 - 38ª RODADA
ATLÉTICO-MG 4X3 GRÊMIO

Local: Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG)
Data: 3 de dezembro de 2017, domingo
Horário: 17 horas (horário de Brasília)
Árbitro: Marcelo Aparecido de Souza (SP)
Assistentes: Anderson José de Moraes Coelho e Bruno Salgado Rizo (ambos SP)
Cartões amarelos: Victor, Leonardo Silva, Fábio Santos, Elias, Adilson, Robinho (Atlético-MG); Dionathã (Grêmio)
Cartão vermelho: Gustavo Blanco (Atlético-MG)

ATLÉTICO-MG: Victor; Bremer (Rafael Moura), Léo Silva, Gabriel e Fábio Santos; Adilson (Gustavo Blanco), Elias, Otero e Valdívia (Luan); Robinho e Fred
Técnico: Oswaldo de Oliveira

GRÊMIO: Bruno Grassi; Felipe, Ruan (Ericson), Emanuel e Conrado; Balbino, Machado e Jean Pyerre (Matheuzinho); Lucas Poletto (Batista), Dionathã e Pepê
Técnico: César Bueno