De saída 16/12/2017 18h28 Atualizado às 19h13

Barrios dá entrevista polêmica e dirigente confirma que ele não permanece no Grêmio

O atacante não foi bem na partida e falou, ao final, que foi comunicado há dois meses que não permaneceria. Dirigente negou

Um dos jogadores que não foi bem na partida contra o Real Madrid foi Lucas Barrios. O atleta deu uma entrevista polêmica após o jogo e afirmou que foi avisado pela direção gremista há dois meses que não ficaria mais na equipe. A afirmação, no entanto, foi negada pelo vice de futebol Odorico Roman. O dirigente disse que isso não havia acontecido, mas confirmou que o atacante não permancerá. 

"Não ouvi a entrevista, não sei o que Barrios falou, mas do departamento de futebol ele não ouviu que não ficaria. Há dois meses, eu desconheço. Não foi comunicado por mim", afirmou para depois alegar que o jogador realmente não ficará.

"Já sabia há dois meses que não ia continuar. A gente escutou de lá do clube que ano que vem eu não estava nas prioridades. Eu fiquei sabendo há um tempo que não seguiria aqui. Sendo profissional como sempre, terminei jogando do mesmo jeito, me esforçando pelo time. Só tenho a agradecer ao torcedor, ao clube, foi o melhor para mim. Dei o meu melhor, termino o ano como o goleador do Grêmio", comentou Barrios antes. 

Além de Barrios, Roman falou sobre a situação de outros jogadores. Segundo ele, do grupo principal, praticamente todos os contratos foram renovados. Negociações ainda estão em andamento com Fernandinho. "Fizemos alguns contratos de um ano. Alguns, nós entendemos de porrogar como Cortez e Léo Moura. O Fernandinho pode ser útil dependendo da condição. Caso se encaixar com a condição financeira, ele ficará", explicou. Sobre Renato, Roman afirmou que é interesse do treinador e do time em prorrogar o vínculo. "Não está ecrtado. Ele pediu pra conversar depois", disse.