Esporte 22/07/2019 22h14 Atualizado às 10h23

Empate justo

O Gre-Nal 421 foi uma partida que agradou aos dois lados. A atuação de ambos deixou a desejar. Dos titulares, o Inter teve Edenilson e Cuesta na escalação

O Gre-Nal 421 foi uma partida que agradou aos dois lados. A atuação de ambos deixou a desejar. Dos titulares, o Inter teve Edenilson e Cuesta na escalação. O único titular gremista foi Everton, que entrou no segundo tempo. A opção pelos reservas reduziu a qualidade técnica, e o empate foi justo pelas circunstâncias em campo. Foi um tempo vermelho e outro azul. O Inter abriu o placar com um gol contra de Paulo Miranda e poderia até ter ampliado se o goleiro Júlio César não operasse um verdadeiro milagre. No segundo tempo, o Grêmio foi superior e conseguiu um gol de empate com Luan em um cabeceio, o que surpreendeu em razão de suas recentes atuações.  

Caminhos
Agora as atenções estarão voltadas para a Copa Libertadores, nos confrontos de ida pelas oitavas de final. O Inter vai ao Parque Central em Montevidéu para encarar o Nacional amanhã, às 19h15. É a casa de Nico López, que poderá fornecer pistas para o sucesso colorado no Uruguai. No domingo, o Nacional venceu o Danubio pelo Campeonato Uruguaio. O artilheiro Gonzalo Bergessio marcou de pênalti. O Grêmio reencontrará o Libertad na Arena, quinta-feira, às 21h30. Na fase de grupos, perdeu por 1 a 0. Mas ganhou no Paraguai por 2 a 0. No sábado, o Libertad superou o Guaraní por 1 a 0 em casa. Edgar Benítez marcou o único gol.

Feminino
O primeiro Gre-Nal do Brasileirão Feminino vai acontecer em 2020. O Grêmio empatou com o América-MG por 0 a 0 no sábado, em Gravataí, e garantiu acesso à Série A1, divisão principal, em que o Internacional ocupa a quinta posição, dentro da zona de classificação às quartas de final. O clássico do ano que vem será histórico.