Ato infracional 10/08/2018 13h17 Atualizado às 21h21

Materiais nazistas são apreendidos com adolescente em Mato Leitão

A família do jovem se mostrou surpresa com a ação dos policiais; processo será instaurado

Materiais nazistas foram apreendidos pela Polícia Civil de Venâncio Aires nessa quinta-feira, 9, em Mato Leitão. Os itens eram de um adolescente, de 17 anos, morador do município. Conforme o delegado Vinícius Lourenço de Assunção, a denúncia de que o jovem fazia apologia ao nazismo chegou à delegacia por meio da direção da escola onde o rapaz estuda.

“Ele apresenta comportamento temperamental, propagando ideias nazistas e usando suásticas. Isso provocou até certo medo em outros alunos e professores, o que fez com que a direção nos procurasse”, comentou. O jovem também teria expressado grande conhecimento sobre casos de atentados, principalmente em escolas dos Estados Unidos, em que alunos abriram fogo contra colegas.

O comportamento do jovem foi confirmado com o cumprimento do mandado de busca e apreensão na casa do adolescente. No quarto do rapaz foram encontrados livros, desenhos e fotografias de suásticas e de Hitler, além de outros itens localizados no celular do jovem. “A família se mostrou surpresa com a presença da polícia”, afirmou o delegado. Os familiares teriam alegado aos policiais que o adolescente faz tratamento para depressão e toma remédios controlados.

Conforme o delegado Vinícius Lourenço de Assunção, será instaurado um processo de investigação por ato infracional, que será encaminhado ao Ministério Público, já que o parágrafo primeiro do artigo 20 da Lei nº 7.716 de 5 de Janeiro de 1989, define como crime “fabricar, comercializar, distribuir ou veicular símbolos, emblemas, ornamentos, distintivos ou propaganda que utilizem a cruz suástica ou gamada, para fins de divulgação do nazismo.” A pena prevista na lei é de reclusão de um a três anos e multa. No caso do jovem, o promotor de justiça deve definir medidas socioeducativas a serem cumpridas, após a avaliação do processo.

LEIA TAMBÉM: Morador de Santa Cruz perde R$ 70 mil em golpe de compra de elevador