Vera Cruz 22/11/2018 17h57 Atualizado às 21h29

Polícia já tem o DNA do principal suspeito de ter estuprado adolescente

O homem, de 22 anos, cedeu o material genético de forma voluntária na manhã dessa quinta-feira, 22, ao Instituto Geral de Perícias em Santa Cruz

O Instituto Geral de Perícias (IGP) já tem material biológico para o exame de DNA do principal suspeito de ter estuprado uma adolescente de 15 anos nessa terça-feira, 20, em Vera Cruz. Na manhã desta quinta-feira, 22, o homem foi conduzido voluntariamente à sede regional do IGP, em Santa Cruz do Sul, para a coleta do material genético. Diante da repercussão do caso, a Polícia Civil solicitou prioridade no exame, que irá comparar o DNA do homem com uma amostra de fluído encontrada no corpo da vítima. O teste é feito pelo laboratório forense do IGP em Porto Alegre.

"Normalmente eles só vêm buscar os materiais em Santa Cruz a cada 15 dias, e depois ainda tem a espera pelos testes. Como foi um caso muito rumoroso, conseguimos que o material seja retirado no município nessa sexta-feira e vamos tentar também que o laboratório forense dê prioridade para fazer o exame", comentou o delegado Paulo Schirrmann.

LEIA MAIS

Nessa quarta-feira, 20, o suspeito esteve da Delegacia de Vera Cruz após uma denúncia de que estava destruindo os móveis da casa da própria mãe. Na ocasião, o homem negou a autoria do crime e se comprometeu a fornecer o DNA à polícia. Como a mãe não quis registrar ocorrência contra o filho, a polícia foi obrigada a liberá-lo.

"Combinamos com ele que iríamos buscá-lo em casa na manhã de hoje, às 9 horas, para coletar o material genético. Tínhamos receio de que ele pudesse fugir do exame, mas quando chegamos na residência ele estava nos esperando no portão para ir ao IGP em Santa Cruz", contou o delegado. Enquanto não houver provas concretas de que o homem foi o autor do crime, a Polícia Civil não pode divulgar o nome do suspeito.