Santa Cruz 11/12/2018 23h05 Atualizado às 09h26

Polícia investiga acidente que levou à morte de jovem

Investigadores procuram testemunhas do choque de um Golf contra um poste, na Coronel Oscar Jost, em 10 de novembro

As circunstâncias do acidente que levou à morte da jovem Gabriele Schulte, 19 anos, serão investigadas pela Polícia Civil de Santa Cruz do Sul. Ela teria pego uma carona com o amigo Leonardo Kroth, de 20, na madrugada de 10 de novembro, após saírem de uma festa. Na Rua Coronel Oscar Jost, próximo ao Ginásio Poliesportivo, o Volkswagen Golf em que eles estavam bateu contra um poste. Gabriele foi levada ao Hospital Santa Cruz e passou 30 dias em estado grave, na UTI, vindo a falecer nessa segunda-feira. Leonardo, que é filho do secretário de Obras de Santa Cruz do Sul, Leandro Kroth, não teria se ferido.

LEIA MAIS: Após um mês no hospital, morre jovem vítima de acidente de trânsito

“Enquanto a vítima estava internada, tratava-se de um caso de lesão corporal e, assim, só poderíamos iniciar uma investigação caso ela desejasse representar contra o condutor. Agora, diante do falecimento, começamos do zero a investigação por homicídio culposo de trânsito”, detalhou a delegada Ana Luísa Aita Pippi.

Além da análise do local do acidente, o automóvel, que foi apreendido, também deve passar por perícia. Serão analisados o laudo de necropsia e os prontuários de atendimento médico. “Também iremos em busca de testemunhas que possam ter presenciado a colisão e vamos ouvir os policias militares que atenderam a ocorrência, mas sabemos que, passado um mês do acidente, vamos enfrentar uma certa dificuldade”, comentou a delegada.

Foto: DivulgaçãoGabriele faleceu nessa segunda-feira
Gabriele faleceu nessa segunda-feira


A Polícia Civil irá verificar ainda se houve algum tipo de imprudência por parte do condutor. Se for constatado algo nesse sentido, o jovem pode responder por homicídio com dolo eventual – quando se assume o risco de causar a morte. Caso contrário, Leonardo será indiciado por homicídio culposo de trânsito, ou seja, sem a intenção de matar. O jovem, que ainda não foi ouvido pela polícia, deve ser chamado para prestar depoimento em breve.

Ao longo dessa terça-feira a Gazeta do Sul realizou diversas tentativas de contato com o motorista do Golf e familiares dele, mas as ligações não foram atendidas. O Hospital Santa Cruz informou que Leonardo foi atendido e liberado após o acidente.