Santa Cruz 10/01/2019 14h07 Atualizado às 17h39

Local do acidente que matou Gabriele Schulte passa por perícia

Jovem morreu após ficar um mês internada no Hospital Santa Cruz

Uma equipe do Instituto Geral de Perícias (IGP) trabalhou na tarde desta quinta-feira, 10, no local onde a jovem Gabriele Schulte, de 19 anos, sofreu acidente no dia 10 de novembro. Ela faleceu há um mês, depois de ficar 30 dias internada no Hospital Santa Cruz. A colisão aconteceu na Rua Oscar Jost, próximo ao cruzamento com a Avenida João Pessoa.

Nesta tarde, a área foi medida desde o cruzamento até o poste onde o carro em que Gabriele estava colidiu. O trânsito foi parcialmente alterado. Além da análise do local do acidente, o automóvel, que foi apreendido, também passou por perícia. Ainda serão analisados o laudo de necropsia e os prontuários de atendimento médico. A Polícia Civil também irá verificar se houve algum tipo de imprudência por parte do condutor.

Foto: Fernanda Szczecinski/Gazeta do SulA área é medida desde o cruzamento até o poste onde o carro colidiu
A área foi medida desde o cruzamento até o poste onde o carro colidiu
Foto: Fernanda Szczecinski/Gazeta do Sul
Foto: Fernanda Szczecinski/Gazeta do Sul

 

O ACIDENTE
Gabriele, que morreu no dia 10 de dezembro de 2018, passou por uma série de cirurgias no período em que esteve internada. A causa da morte, confirmada pelo Hospital Santa Cruz na época do falecimento, foi falência múltipla dos órgãos, em decorrência das lesões causadas no acidente.

A vítima estava na carona de um Golf, que bateu contra um poste em frente ao Ginásio Poliesportivo, por volta das 6h45. As circunstâncias do acidente são investigadas pela Polícia Civil. Ela teria pego uma carona com o amigo Leonardo Kroth, de 20 anos, naquela madrugada, após saírem de uma festa. Leonardo não teria se ferido.

No dia do acidente, Gabriele foi removida do carro pelo Corpo de Bombeiros e encaminhada para o hospital por uma ambulância do Samu. Apesar dos procedimentos aos quais foi submetida para reverter o quadro clínico, a situação da jovem permaneceu grave, desde o dia do acidente. Ela esteve na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do HSC durante todos os 30 dias.

LEIA MAIS: