Condenado a 31 anos 15/05/2019 17h39 Atualizado às 19h00

Careca se entrega à polícia em Encruzilhada do Sul

Marcos Adilon Cunha de Freitas estava foragido desde o último dia 9, quando um mandado foi expedido contra ele

Marcos Adilon Cunha de Freitas, de 46 anos, conhecido como Careca, se entregou à Polícia Civil de Encruzilhada do Sul na tarde desta quarta-feira, 15. Marcos foi conduzido ao Presídio Estadual de Encruzilhada.

Ele havia sido condenado a 31 anos e 6 meses por duplo homicídio cometido em 2009. Careca chegou a ficar preso durante um ano, mas ganhou o direito de responder em liberdade, sem ter sido recolhido novamente.

LEIA MAIS: Polícia procura por condenado pelo homicídio de pai e filho em Encruzilhada


O crime

Em 2009, Aderci Lacerda Moura, na época com 35 anos, e o filho Anderson Santos Moura, de 12 anos, foram encontrados mortos dentro de um carro incendiado na localidade de Passo da Rita, no interior de Encruzilhada do Sul. Os dois tinham marcas de disparos de arma de fogo e os corpos estavam carbonizados – um no banco dianteiro e o outro no banco traseiro do veículo.

O crime aconteceu no dia 17 de outubro, por volta das 19 horas. Conforme o inquérito, Aderci foi emboscado pelo patrão Marcos. Ele pediu que o funcionário o levasse até o Passo da Rita para que pudesse buscar um trator. Aderci levaria o filho para jogar futebol, mas atendeu o pedido. Durante o percurso, Marcos efetuou um disparos contra Aderci e o filho Anderson. Depois, utilizou 20 litros de gasolina para atear fogo no carro e carbonizar pai e filho.