Esquema 28/06/2019 16h34 Atualizado às 17h22

Polícia Civil divulga conversas entre quadrilha de Chapolin; ouça

Em pelo menos dois áudios divulgados, é possível reconhecer a voz do traficante venâncio-airense

A Polícia Civil divulgou nesta sexta-feira, 28, nove áudios referentes às negociações de tráfico de drogas entre a quadrilha de Antônio Marco Braga Campos, o Chapolin. Em pelo menos dois áudios divulgados, é possível reconhecer a voz de Chapolin. Nos demais, no entanto, não há informações sobre de quem são as vozes.

Os áudios fazem parte do material apurado pela Polícia Civil durante a Operação Borgata, deflagrada nesta sexta. Chapolin e Marizan de Freitas, 31 anos, são apontados como líderes da Facção Os Manos, com base no Vale dos Sinos, e estariam envolvidos em uma rede de lavagem de dinheiro. 

Nas gravações, Chapolin fala sobre uma aliança com o Primeiro Comando da Capital (PCC), que é uma organização criminosa que atua principalmente em São Paulo. Ele chega a citar uma “guerra” e acusa alguém de não ter palavra, além de exigir uma transferência de R$ 1 milhão. Ouça:

LEIA MAIS: Chapolin, líder da facção Os Manos, é alvo de operação da Polícia Civil

Em outros áudios, a tratativa é para o carregamento de 400 quilos de cocaína, referido como “pó”. Um dos homens ainda fala sobre o avião onde a droga seria carregada. “400 é o peso limite”, comentou um dos comparsas do esquema. “Nem sei se vou pegar tudo aquilo de pó”, diz outro. Ouça:

Outros áudios também foram divulgados. Em um deles, uma pessoa solicita orientações:

Em outro, fala-se sobre uma joia:

Em um terceiro, é pedido o valor de R$ 5 mil “para as crianças”:

No último áudio, alguém se refere a depósitos e à movimentação de valores em uma semana. “Vamos ver o que vai dar essa semana, tomara que dê que nem na semana passada”, diz o homem:

LEIA MAIS: Chapolin deixa ameaça para manter comando do tráfico; ouça