Monte Alverne 01/07/2019 16h02 Atualizado às 16h47

Criminosos perdem chave de carro e rendem padre durante assalto

Quadrilha atacou uma agência bancária do Sicredi no começo da tarde desta segunda-feira

O padre Irineu Sehnem foi surpreendido pela quadrilha que atacou uma agência do Sicredi, em Santa Cruz do Sul, nesta segunda-feira, 1º. Ele seguia para a cidade e, quando passava por Monte Alverne, se deparou com um carro atravessado na via, em cima de uma ponte. "Aí parei um pouco antes, emparelhando com o carro deles, que não sabia que era deles", contou em entrevista à Rádio Gazeta

LEIA MAIS: VÍDEO: bandidos atacam banco em Monte Alverne e fazem cordão humano com reféns

De acordo com ele, um dos criminosos estaria carregando uma pasta, que a vítima acredita ser de dinheiro. Logo depois, percebeu que os bandidos estavam com armas longas. "Uns três fuzis com certeza", relata. "Me mandaram sair do carro rápido e entregar a chave. Quando perceberam que haviam perdido a chave do carro deles (um Fiesta vermelho), decidiram fugir com o meu." O veículo foi abandonado em Linha Antão, de onde os assaltantes seguiram em um Virtus azul escuro. 

"Dei a ré e fugi"

Ao chegar em Monte Alverne, outro motorista percebeu que estava ocorrendo um assalto e conseguiu fugir. O homem, que preferiu não se identificar, estava com a esposa e um filho dentro do carro. "Achei que era acidente, mas apareceu um homem encapuzado, com a arma apontando para mim. Dei a ré e fugi", disse à Rádio Gazeta.

LEIA MAIS: Veja fotos e vídeos do assalto ao Sicredi em Monte Alverne

Ele teria se escondido em um estabelecimento nas proximidades e chegou a ver a fuga dos bandidos. "Vimos eles fugindo com um Onix vermelho, apontando a arma para fora e atirando. É um alívio se livrar", comentou.