Morte cerebral 19/07/2019 15h21 Atualizado às 18h17

Menino baleado durante tiroteio em Cristal morre no HPS

Casa de saúde confirmou morte de Vitor Gabriel, de 4 anos. Familiares autorizaram doação de órgãos

Morreu nesta sexta-feira, 19, em Porto Alegre o menino de 4 anos baleado durante uma perseguição em Cristal na última terça-feira, 16. Vitor Gabriel, foi atingido na cabeça, tórax e nádegas durante a ação contra a quadrilha que explodiu uma agência bancária em Dom Feliciano no dia 6 de julho. A criança estava internada na UTI do Hospital de Pronto Socorro (HPS) na Capital, que confirmou a morte cerebral nesta tarde.

LEIA MAIS: Criança é baleada e duas mulheres morrem em bloqueio da Polícia Federal

No Twitter, a Secretaria de Saúde de Porto Alegre confirmou a morte do menino e indicou que os familiares autorizaram a doação de órgãos. A equipe responsável pelo procedimento estaria a caminho da casa de saúde, e a coleta deve beneficiar oito pessoas que estão atualmente na fila, aguardando por doações.

A Mãe de Vitor, Daniela Weissmann, de 35 anos, morreu após ser baleada na terça-feira durante a perseguição policial. O pai dele, Marcus Luis Berghann, de 34 anos, ficou ferido na ação e foi preso pela Polícia Federal. Ele cometeu suicídio na noite dessa quinta-feira, 18, na cela onde era mantido. 

A Prefeita de Cristal, Fábia Richter, lamentou o falecimento do menino em uma postagem no Facebook, pouco antes do HPS confirmar a morte. "Menino guerreiro... se despede da Vida para que outras crianças possam Viver. Jamais esquecerei da tua vontade de Viver", disse.