Tratamento 30/07/2019 11h31 Atualizado às 15h56

Vítima de acidente com lareira deve passar por cirurgia nesta quarta

Juliane Gonçalves segue em estado gravíssimo

Juliane Gonçalves, de 40 anos, deve passar por nova cirurgia nesta quarta-feira, 31, no Hospital Cristo Redentor, de Porto Alegre, onde está internada desde o último sábado, 27. Conforme o médico que atende Juliane, o cirurgião plástico Antonio Cortes Fernandes, a perspectiva é que seja realizado o debridamento. “Neste procedimento cirúrgico são retirados os tecidos queimados, para podermos, assim, eliminar grandes infecções”, explicou o cirurgião.

Em uma fase mais avançada do tratamento, Juliane pode passar pela enxertia; o debridamento, neste caso, ajuda a preparar a paciente para o segundo procedimento. Apesar da perspectiva de cirurgia, o quadro de Juliane permanece gravíssimo. Conforme o médico, ela teve uma piora na função renal e precisou passar por diálise durante a noite. Já nesta manhã, a situação estava estabilizada.

Juliane ficou ferida após a explosão de uma lareira ecológica, no último sábado, em Vera Cruz. Ela foi levada para o Hospital Santa Cruz, de onde foi transferida novamente por volta das 19 horas, em estado grave, para o Hospital Cristo Redentor (HCR), em Porto Alegre, que é referência no tratamento de queimados. O filho de Juliane, de seis anos, e um amigo do menino, estavam na casa no momento do acidente.

LEIA MAIS: Lareira ecológica é considerada segura, mas exige cuidados