Candelária 12/09/2019 06h43 Atualizado às 15h58

Corpo de caminhoneiro morto na ERS-400 é retirado do local

Bombeiros temiam que o caminhão deslizasse sobre a equipe pela posição perigosa em que ficou

O corpo do caminhoneiro Tiago Augusto Bataioli, de 25 anos, vítima de acidente na ERS-400, em Candelária, já foi retirado do local. Conforme os Bombeiros Voluntários do município, a retirada foi dificultada por conta da posição em que o caminhão ficou. A rodovia foi liberada por volta das 15h30.

Para mover o veículo,foi necessário o uso de um guincho de grande porte, contratado de forma particular, já que o Detran não disponibiliza o veículo deste porte. Como os trâmites de contratação do serviço demoram, houve esta espera para a retirada do corpo. O guincho, contratado de Santa Cruz, chegou ao local no início da tarde. O corpo de Tiago foi removido por volta das 13h45  e o caminhão foi retirado do barranco por volta das 14h30.

Conforme o bombeiro Arzelio Strassburger, a remoção dependia do trabalho do guincho. “Eu acho que, depois de desvirar e estabilizar o caminhão, em poucos minutos se consegue retirar o corpo. O caminhão está numa posição muito perigosa. A decisão de retirar o corpo só agora foi devido ao risco de o veículo deslizar sobre a equipe”, explicou. 

O acidente aconteceu por volta das 15h30 dessa quarta-feira, 11, na altura do quilômetro 13 da rodovia, na Curva dos Knak. O condutor do caminhão teria perdido o controle do veículo e saiu da pista, descendo um barranco. O homem morreu no local. Conforme os Bombeiros, o caminhão pode ter ficado sem freios.

Foto: Arzélio Strassburger/Bombeiros Voluntários de CandeláriaAcidente aconteceu na altura do quilômetro 13 da rodovia
Acidente aconteceu na altura do quilômetro 13 da rodovia