Polícia 03/12/2019 12h14 Atualizado às 15h04

Em investigação por roubo, Draco localiza depósito com 1,7 mil petecas de cocaína

Ação conjunta ocorreu na manhã desta terça-feira

Em conjunto com a ação da 2ª Delegacia de Polícia de Santa Cruz do Sul, que na manhã desta terça-feira, 3, prendeu um casal por suspeita de homicídio e tráfico de drogas no Bairro Santa Vitória, a Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) cumpriu três mandados de busca e apreensão na vizinhança. Durante as diligências, que tinham como objetivo localizar objetos levados em um roubo a estabelecimento comercial ocorrido em outubro, os agentes encontraram 1.756 mil petecas de cocaína, droga avaliada em cerca de R$ 30 mil. 

Conforme o delegado Marcelo Chiara Teixeira, a droga estava na casa da companheira do rapaz preso pela 2ª DP, que também é investigado pela Draco como autor de um roubo que ocorreu em Cerro Alegre Baixo, no dia 31 de outubro. Na ocasião, três criminosos chegaram ao local em um veículo e assaltaram um bar, de onde levaram os celulares das vítimas e uma quantia em dinheiro. Uma casa que fica anexa ao estabelecimento também foi invadida durante o roubo. De lá os ladrões levaram ferramentas, televisores e uma motocicleta. 

Após o assalto, o dono da moto passou a receber ligações em que um suspeito pedia dinheiro em troca da devolulção do veículo. Ele acabou pagando o resgate e informou a Draco, que identificou um jovem de 24 anos como o autor da extorsão. O envolvimento dele foi confirmado na manhã dessa terça-feira, na delegacia, enquanto o outro rapaz, de 19 anos, foi reconhecido pela autoria do roubo.

“Na casa onde estavam as drogas também encontramos uma espingarda calibre 32, rádio comunicadores, uma balança de precisão e munições. Nós tínhamos indícios de que essa casa servia como local de armazenamento de drogas e conseguimos confirmar isso nessa manhã. Também conseguimos identificar que a arma que estava na casa foi utilizada no roubo de Cerro Alegre Baixo”, detalhou o delegado. De acordo com ele, não havia ninguém no imóvel nessa manhã. “Essa casa não seria um ponto de tráfico, mas apenas um depósito. Acreditamos que as drogas eram distribuídas a partir dela para serem vendidas no bairro.”

Em outra casa, segundo o delegado, foram encontradas ferramentas semelhantes as que haviam sido levadas da residência em Cerro Alegre. “Esses objetos ainda serão subtemidos a identificação pelas vítimas, mas podemos adiantar que eles são semelhantes aos que foram roubados”, comentou.


Além da 2ª DP e da Draco, que capitanearam a operação, as diligências dessa manhã contaram com auxílio de policiais da 1ª Delegacia de Polícia e da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam), ambas de Santa Cruz, e das delegacias de Vale do Sol e de Sinimbu. Ao todo foram seis mandados de busca cumpridos por 30 policiais. 

Em outra casa, foram encontradas ferramentas semelhantes as que haviam sido levadas de uma residência em Cerro Alegre

LEIA MAIS: Operação da Polícia Civil prende casal e apreende drogas em Santa Cruz