POLICIAMENTO 19/02/2020 23h12 Atualizado às 06h55

Troca de informações entre forças policiais qualifica combate ao crime na região

Softwares e estratégias de comunicação entre os diferentes órgãos da segurança pública ajudam a prevenir a ação dos bandidos

Para reduzir os índices de criminalidade na região, as forças de segurança pública passaram a compartilhar informações por meio um software integrado de inteligência, o que proporciona às polícias mais agilidade e eficiência para prevenir delitos. A troca rápida de informações, com uso de novas tecnologias, tem possibilitado às forças policiais prever grandes ações criminosas a tempo de evitá-las.

O coronel Valmir José dos Reis, que lidera o Comando Regional de Polícia Ostensiva (CRPO), ressalta que as ações são desenvolvidas a partir de muita organização. “É um trabalho de polícia ostensiva somado à inteligência articulada com demais forças policiais. O acompanhamento dos índices de criminalidade é permanente. Diariamente estamos estudando o crime, a migração do crime a outras regiões, como ele se apresenta, quais suas nuances e, assim, realocamos o planejamento.”

Em caso de um crime grave – como um roubo a banco, por exemplo – tem início uma intensa troca de informações entre unidades da BM, delegacias e bancos de dados, que auxilia na elaboração de estratégias para capturar os bandidos. “É um trabalho dinâmico, onde verificamos todas as áreas, o tipo de crime e empregamos recursos humanos e materiais. Nossos resultados satisfatórios podem ser constatados a partir do número elevado de prisões”, apontou Reis. Segundo ele, há dias em que as polícias chegam a capturar mais de dez suspeitos na região. “Mantemos contato com todas as delegacias da região e com os batalhões de regiões vizinhas.”

LEIA TAMBÉM: Detido e solto duas vezes, acusado de tráfico tem prisão decretada

Com comunicação, operações são mais efetivas
O delegado regional em Cachoeira do Sul, José Antônio Taschetto Mota, avaliou que essa comunicação integrada tem refletido na redução de índices de criminalidade também por lá. Segundo ele, a Polícia Civil de Cachoeira mantém constante troca de informações com as unidades policiais do Vale do Rio Pardo, sua região vizinha. “Buscamos trabalhar juntos. Esse é um recurso que nos permite mais conhecimento e, com isso, melhores estratégias para as ações”, ressaltou.

Um dos reflexos disso, de acordo com Silveira, é o aumento das prisões por tráfico na cidade e das apreensões de drogas. “Esses números cresceram, mas devem ser vistos pelos inverso: mostram que as ações da polícia de Cachoeira têm aumentado.”

Conforme o delegado, o foco das operações neste ano tem sido o combate ao tráfico de entorpecentes. Com isso, os demais delitos tendem a cair. Ele acredita também que a agilidade do Judiciário tem contribuído para a redução dos índices. “Os criminosos entendem que podem ser presos mais rápido.”

LEIA TAMBÉM: VÍDEO: Polícia Civil recupera em Venâncio Aires carga de tabaco roubada


MAIS LIDAS