Desdobramentos 30/06/2020 07h15 Atualizado às 08h56

Cúmplice de casal preso com drogas irá depor nessa semana

Comerciária teria locado veículo para dupla santa-cruzense buscar entorpecentes em Florianópolis e trazê-las a Santa Cruz do Sul

A Polícia Civil de Gravataí deu sequência às investigações acerca do casal santa-cruzense preso na última quarta-feira, 24, com 15 quilos de maconha no porta-malas de um Chevrolet Celta branco, com placas de Santa Cruz do Sul. Na oportunidade, o motorista de 28 anos, que já possuía passagens por posse de entorpecentes, foi encaminhado ao Presídio Central de Porto Alegre. Já a mulher, com a mesma idade, e que era namorada do indivíduo e não possuía passagens pela polícia até então, foi levada ao Presídio Estadual Feminino Madre Pelletier, também da Capital.

Segundo a Polícia Civil de Gravataí, a dupla foi solta já na sexta-feira, 26, por ordem da Justiça do município da região metropolitana de Porto Alegre. Conforme o delegado Marcio Zachello, até agora, as investigações apuraram que uma mulher de 26 anos, comerciária e residente em Santa Cruz do Sul, compareceu na segunda-feira, 22, em uma locadora do município junto ao rapaz preso, para locar em seu nome o veículo utilizado no crime. Na sequência, a mulher teria repassado o automóvel ao homem para este buscar as drogas em Florianópolis, com o intuito de revendê-las em Santa Cruz do Sul.

LEIA MAIS: VÍDEO: PRF apreende 15 quilos de maconha que seriam revendidos em Santa Cruz

“Há indicativos fortes de participação dela nesse delito de tráfico, e não está descartado representarmos pela prisão dessa mulher perante a Justiça, uma vez que percebemos que a mesma participou ativamente dessa empreitada para transportar drogas através do veículo locado por ela”, comentou Zachello.

A mulher irá prestar depoimento à Polícia Civil de Gravataí ainda nesta semana. Conforme o delegado, a linha de investigação parte agora para identificar outras pessoas que estão vinculadas ao trio. Na sequência, devem ser realizadas diligências, bem como colhidos novos depoimentos para identificar os responsáveis pela encomenda da maconha. “Pelo que vimos, a função deles era logística, mas ainda tem o pagamento e a distribuição na região; por isso, estamos aprofundando para identificar os autores”, complementou o delegado.

LEIA TAMBÉM: VÍDEO: PRF e PF fazem a maior apreensão de maconha da história no Brasil

PRF divulga balanço da Operação Tamoio II
A abordagem que prendeu os santa-cruzenses ocorreu às 3 horas da última quarta-feira, 24, no quilômetro 69 da BR-290, em Gravataí, e fez parte de uma das ações de combate à criminalidade da Operação Tamoio II, desencadeada pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) entre os dias 21 e 26 de junho.

No Rio Grande do Sul, somente nestes seis dias, os agentes da PRF retiraram de circulação mais de 924 quilos de maconha, 166 quilos de cocaína, quase meia tonelada de agrotóxicos contrabandeados, recuperaram 8 veículos roubados e prenderam 113 criminosos envolvidos nos mais diversos crimes. Ainda, US$ 50 mil e mais de R$ 796 mil sem comprovação de origem foram apreendidos.

A operação registrou mais de 2.400 veículos abordados e 3.600 pessoas fiscalizadas. Dentre as infrações envolvendo pessoas da região, ainda destaca-se um conjunto de máquinas industriais, que seria usado na produção de cigarros clandestinos, que foi apreendido com um santa-cruzense de 58 anos na noite de quinta-feira, 25, em Osório. A PRF interceptou os equipamentos, que estavam sob a lona de uma carreta branca, com placas de Candelária, na BR-101. O homem foi encaminhado junto com o maquinário à Delegacia de Polícia Civil Especializada de Proteção ao Consumidor, de Porto Alegre.

Na Tamoio II, foram lavrados ainda mais de 1.400 autos de infração de trânsito, sendo 212 por ultrapassagens proibidas. Também foram autuados 21 condutores por embriaguez ao volante.

Ao todo, a operação contou com mais de 400 policiais atuando no Estado, incluindo agentes do serviço de inteligência, da área operacional e de grupos especializados. Foram empregados cães farejadores, uma aeronave policial, drones e agentes com treinamento especializado no combate ao tráfico de drogas e armas.

LEIA TAMBÉM: PRF encontra droga avaliada em R$ 50 mil às margens da BR-471