Dia para agradecer 02/07/2020 14h00 Atualizado às 15h02

Bombeiros: amigos certos nas horas incertas

Os profissionais conquistaram reconhecimento e estão entre os mais confiáveis nas pesquisas de opinião realizadas no País

No último fim de semana, os bombeiros de Santa Cruz do Sul foram acionados para resgatar um gato que havia ficado preso no motor de um carro no Bairro Santa Vitória. Dias antes, o chamado foi para controlar um incêndio que atingiu uma residência e colocava em risco as casas vizinhas no Bairro Bonfim. Embora distintas, as duas situações revelam a importância do trabalho do Corpo de Bombeiros com o objetivo de preservar vidas e proporcionar segurança à população.

LEIA MAIS: Conheça a rotina de quem que se arrisca para salvar vidas

Preparados para agir diante dos mais variados imprevistos, os profissionais conquistaram reconhecimento e estão entre os mais confiáveis nas pesquisas de opinião realizadas no País. Esta visibilidade é fruto de uma história que teve origem em 2 de julho de 1856, quando Dom Pedro II assinou o decreto para criação do Corpo de Bombeiros no Brasil. Embora não seja difícil imaginar que na origem as demandas, bem como as condições técnicas e operacionais, fossem bem diferentes do que se tem hoje, o fato é que a atividade se tornou essencial. E em razão disso, a data foi escolhida para marcar o Dia do Bombeiro, uma forma de reverenciar a categoria e sua importância para a comunidade.

LEIA MAIS: Bombeiros resgatam gato preso em motor de carro em Santa Cruz

Foto: Divulgação/6°BBM

O compromisso de zelar pelo outro é o que move quem se dedica à atividade. É desta forma que o tenente-coronel Nilton Camargo, 60 Batalhão de Bombeiro Militar (60 BBM) de Santa Cruz do Sul, define a profissão. “Estamos prontos para atender sempre. Somos aquele amigo certo para as horas incertas”, diz. Com 32 anos de carreira, Camargo salienta que a parceria e o reconhecimento adquiridos junto à população servem de estímulo para encarar os desafios, a qualquer hora do dia ou da noite.

Atualmente, o 6° BBM tem abrangência nos vales do Rio Pardo e Taquari, com 67 municípios em sua área de cobertura. Nesta região, há quartéis em Santa Cruz do Sul, Rio Pardo, Venâncio Aires, Lajeado, Estrela e Cachoeira do Sul. Em Vera Cruz, Encruzilhada do Sul e Encantado estão as chamadas unidades mistas, compostas por militares e civis. O efetivo conta com 237 integrantes, sendo cem deles nas unidades de Santa Cruz do Sul, envolvendo as partes operacional e administrativa.

LEIA MAIS: Policial militar salva bebê de dois meses pelo telefone em Rio Pardo

HISTÓRIA – 55 ANOS

O 6° Batalhão de Bombeiro Militar (6º BBM) se instalou em Santa Cruz do Sul em 13 de março de 1965. No início, o efetivo era composto por 24 integrantes e uma viatura autobomba-tanque. Na década de 1970 passou a pertencer ao grupamento de Novo Hamburgo e somente em 1998, com a reforma na estrutura da Brigada Militar, o batalhão tornou-se o 6° Comando Regional de Bombeiros.

Em 2016, com a lei 14.920, recebeu a designação atual, adequando-se à nova organização do Corpo de Bombeiros. Atualmente, o 6° Batalhão do Corpo de Bombeiros Militar é composto por duas companhias, seis pelotões e três grupos operacionais de combate ao fogo e salvamento, uma divisão de segurança contra incêndio, uma de operações e defesa civil e uma administrativa.

LEIA TAMBÉM: Bombeiros de Santa Cruz são acionados para resgatar calopsita

Estrutura

Santa Cruz do Sul conta com uma das mais bem equipadas estruturas do Corpo de Bombeiros no Estado. Junto ao comando, são dois quartéis, um na Tenente Coronel Brito e outro no Distrito Industrial. Além da equipe das áreas administrativa e operacional, há um aparato muito completo com caminhões, veículos e equipamentos de resgate. Entre estes está uma autoescada que pode ser utilizada para resgates em uma altura de dez andares com segurança. Também há cães que são treinados para buscas. Quando o Corpo de Bombeiros desmembrou-se da Brigada Militar em 2017, o município também recebeu, em caráter excepcional, uma escola de formação de novos bombeiros. Atualmente, o curso é oferecido em Porto Alegre e Bento Gonçalves.

LEIA MAIS: Homem é preso após atear fogo à própria casa em Santa Cruz