EFETIVIDADE 30/07/2020 10h58 Atualizado às 14h11

Patrulha Maria da Penha divulga balanço do semestre

Ao todo, 320 visitas foram realizadas somente nos seis primeiros meses de 2020

A Brigada Militar (BM) de Santa Cruz do Sul divulgou nessa quarta-feira, 29, um balanço de atuação da Patrulha Maria da Penha no primeiro semestre deste ano. Ao todo, 320 visitas foram realizadas somente nos seis primeiros meses de 2020. Durante essas incursões, foi efetuada uma prisão por descumprimento de medida protetiva – situação na qual o agressor não cumpre o afastamento em relação à vítima estabelecido por ordem judicial.

A Patrulha Maria da Penha tem como objetivo ser uma ação de caráter preventivo e ostensivo, direcionada ao acompanhamento de mulheres vítimas de violência doméstica. Os policiais também atuam na fiscalização do cumprimento das medidas protetivas de urgência por parte do agressor. Atualmente, 198 mulheres encontram-se na rede de proteção da Brigada Militar, em que todas são assistidas por uma equipe capacitada.

LEIA MAIS: Tele Maria da Penha auxilia vítimas de violência doméstica em meio à pandemia

Segundo o capitão Rafael Carvalho Menezes, coordenador da Patrulha Maria da Penha, mais de 630 mulheres já contaram com o apoio da rede de proteção desde o ano de 2014. “Nenhuma das assistidas foi vítima de feminicídio, em decorrência da atuação qualificada dessa rede”, ressaltou o capitão Menezes.

“Procuramos tratar a respeito desses delitos que envolvem o público feminino familiar. Por isso, há necessidade dessa atuação de forma mais profunda, buscando a efetividade, para trazer segurança a essas mulheres”, reforçou o comandante do 23º BPM, tenente-coronel Giovani Paim Moresco.

LEIA MAIS: BM de Santa Cruz recebe viatura exclusiva para a Patrulha Maria da Penha