CRIME AMBIENTAL 26/08/2020 18h06 Atualizado às 18h49

Pássaros silvestres são apreendidos no interior de Venâncio Aires

Animais foram encaminhados para centro de triagem do Ibama e, se tiverem condições, serão devolvidos à natureza

Três aves silvestres que eram mantidas em cativeiro ilegalmente foram apreendidas na tarde desta quarta-feira, 26, na localidade de Travessa Palanque, interior de Venâncio Aires. Policiais da Brigada Militar de Venâncio e da Patrulha Ambiental (Patram), de Rio Pardo, foram à residência em que os animais foram encontrados após denúncia.

Havia no local uma Arara-de-Barriga-Amarela (Ara Ararauna), também chamada de Arara Canindé, e duas Tiriba-de-Testa-Vermelha (Pyrrhura Frontalis). Dois homens que estavam na residência em que foram localizadas as aves foram autuados. Eles têm 22 e 48 anos de idade e vão responder por crime ambiental e terão de pagar multa.

LEIA MAIS: VÍDEO: homem é preso transportando pássaros silvestres em caixas de leite


Os pássaros apreendidos serão encaminhados para o Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas), órgão gerenciado pelo Ibama, em Porto Alegre. Eles devem receber atendimento veterinário e passar por exames. Depois, se for possível, serão reinseridos na natureza. Caso os animais não apresentem condições, serão mantidos em cativeiros coordenados pelo Cetas, ou transferidos para zoológicos ou abrigos.

A comandante da Brigada Militar de Venâncio Aires, capitão Michele Vargas, afirma que o tráfico de animais está, frequentemente, relacionado a outras atividades criminosas. Portanto, a comandante pede que a comunidade denuncie também os crimes ambientais.

LEIA TAMBÉM: VÍDEO: leão-baio é visto no interior de Rio Pardo