Polícia 15/09/2020 08h57

Morte em Venâncio será investigada como latrocínio

Homem sofreu um ferimento de faca no peito, foi levado para o hospital, mas faleceu horas depois

O delegado Vinícius Lourenço de Assunção, da Delegacia de Polícia de Pronto-Atendimento (DPPA) de Venâncio Aires, confirmou nessa segunda-feira, 14, que a morte de um homem de 40 anos, registrada no município na última sexta-feira, será investigada como latrocínio.

A polícia não revelou a identidade da vítima. O crime aconteceu pouco depois das 6 horas da manhã de sexta, 11. O homem foi atacado na Rua Manoel Leopoldo Ribeiro, nas proximidades do Cemitério Vila Rica, no Bairro Macedo. De acordo com a polícia, ele sofreu um ferimento de faca no peito, abaixo do mamilo direito.

O homem foi socorrido e levado ao Hospital São Sebastião Mártir. A informação inicial era de que não corria risco de morte, mas o quadro se agravou e ele morreu ainda na tarde da sexta-feira, em virtude do ferimento no peito.

LEIA MAIS: Morre homem que foi esfaqueado em Venâncio Aires

Não houve depoimento formal à Polícia Civil, já que a vítima faleceu antes da coleta de dados. Mesmo assim, ele ainda conseguiu repassar algumas informações para a Brigada Militar. Foram roubados uma corrente e um anel de ouro, o que caracteriza o latrocínio – roubo com morte. A arma utilizada no crime não foi encontrada.

O delegado Vinícius Assunção afirmou que já trabalha com possíveis suspeitos, e a motivação do crime ainda está sob investigação. Ele ressalta que, com a averiguação do caso, novas informações e novas hipóteses para a solução do caso podem aparecer. “Começou como latrocínio, mas não sabemos como irá terminar”, destacou o titular da DPPA de Venâncio Aires.

LEIA MAIS: Homem é ferido com faca em Venâncio Aires