SANTA CRUZ 21/11/2020 12h13 Atualizado às 13h53

Guarda Municipal espera por aumento de efetivo e sede própria em 2021

Segundo Estor Jochims, processo para seleção de novos agentes deve ter andamento nas próximas semanas

Com um efetivo composto por 70 servidores, a Guarda Municipal realiza o trabalho de patrulhamento em todo o perímetro de Santa Cruz do Sul, 24 horas por dia. “É obrigação dela atuar em toda situação que presenciar, independentemente de ser crime de menor potencial ofensivo ou de maior gravidade”, resumiu Estor Jochims, que há 24 anos atua na Guarda e há quatro é o coordenador do efetivo. Hoje com 51 anos, ele foi o primeiro guarda municipal a iniciar as atividades em Santa Cruz, às 7 horas do dia 15 de maio de 1996, na vigilância patrimonial do portão 7 do Parque da Oktoberfest.

Porém, o contingente, distribuído por escalas, acaba sendo pouco para tanto trabalho. “A administração atual previu algo pelo qual agradecemos, que foi o chamamento de 16 guardas. Na ocasião, em 2015, isso oxigenou a Guarda Municipal. No decorrer de 2018 e 2019, novo concurso foi preparado para 15 vagas, podendo ser extensivo a mais. Porém, veio a Covid-19 e o processo acabou trancando após a prova escrita”, afirmou Jochims.


LEIA MAIS: Guarda Municipal desfaz moradia irregular no Bairro Santa Vitória

No entanto, duas provas técnicas, a física e a psicológica em grupo, estariam sendo previstas para as próximas semanas, para dar prosseguimento à seleção. “Essas provas irão determinar quem avança à avaliação psicológica para porte de arma de fogo, que é a última etapa de exigência para o concurso de novos guardas municipais. Esperamos muito que sejam incorporados no ano que vem.”

Outra demanda para 2021 é a reforma no prédio da nova sede. O local fica no antigo restaurante da Estação Rodoviária. “Está nos trâmites finais do Corpo de Bombeiros para iniciar o processo licitatório. Se tudo correr bem, no ano de 2021 poderemos ser contemplados com essa área”, ressaltou.


Há dois anos, a Guarda Municipal passou a ocupar um módulo compartilhado com a Brigada Militar na Praça Getúlio Vargas. Há um ano, também foi instalado um módulo em Linha Santa Cruz. O secretário municipal de Segurança, Defesa Civil e Esporte, José Osmar Ipê da Silva, ressaltou a importância do trabalho da equipe. “São servidores dedicados no espírito de ver a coisa funcionar. Toda essa ação e agilidade no trabalho de prevenção exigem uma logística e, neste ano, tivemos a entrega de novas viaturas e equipamentos para deixar a Guarda bem equipada”, comentou.

Em setembro, o prefeito Telmo Kirst entregou oito viaturas: quatro automóveis Spin, três motocicletas Honda/XRE 300 e uma caminhonete Frontier. O custo total foi de R$ 706.879,99, oriundos do Programa Badesul Cidades Mais Seguras, do governo do Estado. Também estão previstas para os próximos dias capas táticas, coletes à prova de balas e seis kits de arma não letal Spark, de condutividade elétrica. “Foi um aporte importantíssimo. Esse investimento é um ponto ímpar na trajetória desses 24 anos”, frisou o coordenador.

LEIA MAIS: Guarda Municipal de Santa Cruz recebe oito novas viaturas