VENÂNCIO AIRES 17/02/2021 17h10 Atualizado às 18h56

Criminosos invadem bar se dizendo policiais e atiram em duas pessoas em Vila Mariante

Homens dispararam dezenas de tiros. Vítimas não correm risco de morte

A Polícia Civil de Venâncio Aires investiga uma tentativa de homicídio registrada na noite dessa terça-feira, 17, em Vila Mariante, interior do município. Segundo apurado até agora, seis criminosos chegaram a um bar da localidade em um Fiat Palio branco, por volta das 19 horas.

Eles teriam entrado no estabelecimento se anunciando como policiais. Três deles estavam armados e dispararam diversas vezes. Duas pessoas foram baleadas: uma mulher, atingida na barriga, e um homem, ferido na mão. O homem já teve alta, mas a mulher segue hospitalizada. Ela não corre risco de morte, segundo a Polícia Civil.


O titular da Delegacia de Polícia de Venâncio Aires, delegado Felipe Staub Cano, afirma que são seguidas duas linhas de investigação para apurar a motivação do crime. Inicialmente, acreditava-se que o atentado teria relação com o tráfico de drogas, porque o ponto onde ele aconteceu já havia sido alvo de investigações anteriores relacionadas ao comércio de entorpecentes, no entanto, novas informações colhidas nesta quarta-feira levaram a uma segunda hipótese.

“Nossa linha inicial de investigação se deu nesse sentido, de questão envolvendo disputas, relacionadas ao tráfico de drogas, no entanto, hoje (quarta) à tarde, a partir do que a gente conseguiu, conversando com algumas pessoas, fazendo levantamentos lá em Mariante, a gente abriu uma segunda linha de investigação que seria um desentendimento pessoal, envolvendo uma das pessoas que estava naquele local, não necessariamente as pessoas proprietárias do local”, explica Cano.

Os atiradores fugiram. As vítimas foram socorridas pelo Samu e a Brigada Militar foi informada do ocorrido, pelo serviço de emergência, somente por volta das 21 horas. Os policiais encontraram 27 estojos de calibre 9 milímetros no local.

LEIA TAMBÉM: Nos primeiros 45 dias do ano, Santa Cruz registra quatro homicídios