Trabalho 03/01/2018 16h02 Atualizado às 16h26

Com Sérgio Moraes no páreo, PTB escolhe outro nome para ministério

Deputada Cristiane Brasil teria sido o nome indicado pelo partido

Embora o deputado federal santa-cruzense Sérgio Moraes tenha sido cotado para assumir o Ministério do Trabalho, a direção nacional de seu partido, o PTB, fechou a questão em torno do nome da também deputada Cristiane Brasil para o cargo. A decisão foi tomada nesta quarta-feira, 3.

O nome de Sérgio foi citado durante todo o dia de ontem, 2, pela imprensa nacional como prioridade do PTB para assumir a pasta, que está vaga desde a demissão de Ronaldo Nogueira, na semana passada. A sigla havia indicado o deputado Pedro Fernandes para a função, mas ele foi vetado pelo ex-presidente José Sarney.

Com isso, ressurgiu a possibilidade de Sérgio se tornar ministro – ele já havia sido convidado em maio de 2016, quando Michel Temer (PMDB) assumiu a Presidência, e logo após a demissão de Nogueira, e recusou nas duas ocasiões. Nessa terça, chegou a afirmar que aceitaria, porém com algumas condições – em especial, a de que não fosse obrigado a apoiar a reforma da Previdência, principal bandeira da gestão Temer.

O nome de Cristiane Brasil, que é deputada pelo Rio de Janeiro, foi apresentado a Temer pelo presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson, em uma reunião esta tarde no Palácio do Jaburu. Cristiane é filha de Jefferson. Após a reunião, Jefferson afirmou que Temer aceitou a indicação.

À Gazeta do Sul, Sérgio disse nesta tarde que ainda não conversou com Jefferson, mas relatou ter sido procurado pela manhã pelo líder do PTB na Câmara, Jovair Arantes, que teria lhe pedido que aceitasse ser ministro. Sobre a escolha de Cristiane, com quem já teve rusgas no passado, Sérgio afirmou não acreditar ser uma indicação “perene”.

“Ela não vai deixar de concorrer à reeleição. Então, isso é só para ela ficar até março e depois outro assume. Ou então só lançaram isso para ela ficar uns dias na mídia”, falou. Jefferson declarou, porém, que Cristiane não concorrerá à reeleição e, portanto, não precisará se afastar do ministério.

Confira a nota divulgada pelo governo federal sobre a indicação: 

O presidente Michel Temer definiu hoje que a deputada federal Cristiane Brasil será a nova ministra do Trabalho. O presidente recebeu na tarde desta quarta-feira a indicação oficial feita pelo PTB.