Caso do gabinete 01/12/2019 16h01 Atualizado às 16h14

Helena se manifesta sobre condenação de Telmo

Na nota, vice-prefeita classifica o episódio, que sacramentou o rompimento político de Telmo com a família Hermany e levou à desfiliação do prefeito do PP em junho, como "um dos mais tristes" de sua vida

A vice-prefeita de Santa Cruz, Helena Hermany (PP), divulgou nota neste domingo, 1º, sobre a decisão judicial que condenou o prefeito Telmo Kirst (PP) no caso do gabinete.

Telmo é acusado de ter ordenado a expulsão de Helena de seu gabinete no dia 20 de março. Na nota, Helena classifica o episódio, que sacramentou o rompimento político de Telmo com a família Hermany e levou à desfiliação do prefeito do PP em junho, como “um dos mais tristes” de sua vida. Diz ainda que foi uma “expulsão injusta” e que “reflete a ingratidão” de Telmo pela aliança política dos dois, que durou décadas.

LEIA MAIS:
Justiça determina que Telmo pague multa no caso da vice-prefeita


Leia a nota completa:
“A decisão judicial, após a análise de todas as provas, condena o Prefeito Telmo por improbidade administrativa e aplica multa de quase 50 mil reais. Mas não somente isso: a sentença confirma um dos atos mais tristes que passei na minha vida, pois além de uma expulsão indigna, jamais vista na história de Santa Cruz do Sul, reflete a ingratidão por uma parceria política e principalmente amizade pessoal de décadas. Ao contrário do que diz o prefeito, não há nada a comemorar.

HELENA HERMANY
Vice-prefeita de Santa Cruz do Sul”

LEIA MAIS:
Vice-prefeita é expulsa do gabinete e recorre ao MP em Santa Cruz