Baixa 20/05/2020 10h59

Regina Duarte deixa a Secretaria de Cultura e comandará a Cinemateca

Bolsonaro relatou que atriz sente falta da família e a mudança serve para que ela possa continuar contribuindo com o governo

O presidente Jair Bolsonaro anunciou nas redes sociais que a atriz Regina Duarte deixa o cargo de secretária de Cultura. Ela vai assumir o comando da Cinemateca Brasileira, que fica em São Paulo. Regina assumiu a pasta em 4 de março.

“Regina Duarte relatou que sente falta de sua família, mas para que ela possa continuar contribuindo com o governo e a cultura brasileira assumirá, em alguns dias, a Cinemateca em SP. Nos próximos dias, durante a transição, será mostrado o trabalho já realizado nos últimos 60 dias”, postou Bolsonaro.

LEIA TAMBÉM: Regina Duarte diz que buscará diálogo e pacificação no setor cultural

Ainda no vídeo, a atriz questiona o presidente se ele estaria fritando-a. “Vim aqui perguntar, presidente. Lendo em uma imprensa que eu não acredito, o senhor está me fritando?”. Bolsonaro respondeu que toda a semana ele tem fritado dois ministros. “Isso é coisa de uma imprensa que quer desestabilizar o governo, mas não vai conseguir.”

Regina agradece o cargo e diz que ganhou um duplo presente: estar na Cinemateca e mais perto da família. “É um sonho para qualquer pessoa da comunicação, audiovisual, cinema, teatro.” A Cinemateca Brasileira é a instituição responsável pela preservação da produção audiovisual brasileira e é vinculada à Secretaria da Cultura.

LEIA TAMBÉM: Sérgio Moro pede demissão do cargo de ministro da Justiça

LEIA TAMBÉM: Nelson Teich pede demissão do Ministério da Saúde