Pandemia 21/07/2020 11h02 Atualizado às 14h22

Câmara de Santa Cruz autoriza R$ 21 milhões para combate à Covid-19

Os recursos têm origem em medidas provisórias do governo federal

Os vereadores de Santa Cruz do Sul aprovaram, na sessão dessa segunda-feira, 21, um projeto que autoriza a Prefeitura a aplicar mais R$ 21 milhões no combate ao coronavírus. Os recursos têm origem em medidas provisórias do governo federal e serão utilizados para o pagamento da folha da Secretaria Municipal da Saúde, aquisição de materiais, contratação de pessoal e de serviços e outras despesas.

Ainda foi aprovado o projeto que abre crédito especial de R$ 36.456,00 para custear despesas da Secretaria da Agricultura. Também o projeto para abertura de crédito especial de R$ 72.898,00 para a Secretaria da Saúde, além de crédito adicional de R$ 3.785.196,14 também para a área de Saúde.

Entre os pedidos de informação que foram aceitos, o vereador Guilherme Hermany (Progressistas) requer informações sobre a ocupação e ações relacionadas ao abrigo municipal. Zé Abreu (PTB) busca informações sobre a pavimentação de ruas via sistema de parceria e a conclusão do campo de futebol do Esmeralda.

LEIA MAIS: Após declaração de que apenas cinco vereadores não praticam rachadinha, Faller cobra explicações

A vereadora Bruna Molz indica a firmação de convênio para aquisição de bicicletas conhecidas por Ciclolix. Luizinho Ruas (PSD) requer que a CEEE implante a calçada em trajeto da Avenida Deputado Euclydes Kliemann, a viabilização do asfaltamento da Rua Guajuvira.

O vereador Francisco Carlos Smidt (PTB) requer melhorias gerais nas ruas Palmas e Ari Viribaldo de Freitas e o controle correto de ocupação das unidades habitacionais do Residencial Mãe de Deus. O vereador Alex Knak (MDB) indica a execução do serviço de manutenção da Travessa Dois, no Bairro Rauber.

Edmar Hermany (Progressistas) requer o recolhimento de galhos na Rua Padre José Boelser, a instalação de redutor de velocidade na Rua Dona Therezinha, a execução de melhorias no Corredor Overbeck, na Rua Frederico Tietze, na Rua Adolfo Lamberts, na travessa que liga as ruas Alice Simões Pires e Normélio Egídio Boettcher, melhorias na pavimentação da Rua Marcílio dias, a instalação de redutor de velocidade na Rua Dom Pedro II, melhorias no ginásio de esportes do Bairro Bom Jesus, a colocação de redutor de velocidade na Rua Manuel Antônio de Barros.

LEIA TAMBÉM: Defesa de André Scheibler desiste de ouvir 12 das 25 testemunhas

Alberto João Heck (PT) requer a instalação de placa em homenagem às mulheres imigrantes de 1849, a mudança em itinerário do transporte coletivo à Universidade Santa Cruz do Sul (Unisc).

Gerson Trevisan (PSDB) requer a recuperação da Rua Carlos Luís Kolberg, a colocação de sinalização na ruas do Bairro Santo Antônio, a execução de reparos na canalização do esgoto pluvial da Rua Belém, melhorias na Rua Pedro Soares, a pavimentação de prolongamento da Rua Schulz.

Zé Abreu (PTB) requer a colocação de placa de identificação em Rio Pardinho, a revitalização de praça localizada em Rio Pardinho, a reimplantação do Módulo Policial em Rio Pardinho, a execução de reparos em bueiro da Rua José de Oliveira Lopes.

O vereador João Domingos Cassepp Filho (PSDB) requer a criação de um centro turístico e cultural junto ao Trevo Fritz e Frida, a colocação de redutor de velocidade na Rua Gaspar Silveira Martins, o patrolamento e troca de lâmpadas na Travessa Kipper, a troca de lâmpadas na Rua Lindolfo Collor e na Avenida Prefeito Orlando Oscar Baumhardt.

Mathias Bertram (PTB) indica a realização de poda de árvores na Rua Coronel Oscar Rafael Jost, a redução do prazo para análise de projetos de obras, a recuperação da Rua Marques de Souza, da Travessa Ibarama, da Estrada Bruno Pristch e do Corredor Schuck no Bairro Dona Carlota.

LEIA TAMBÉM: Pandemia derruba gastos com viagens nas câmaras da região