Eleições 2020 12/09/2020 13h16 Atualizado às 17h46

Convenções vão confirmar candidaturas de Alex e Fred

MDB e PT reúnem-se neste fim de semana para homologar as chapas que disputarão o pleito de 15 de novembro

Mais duas candidaturas a prefeito de Santa Cruz serão homologadas em convenções neste fim de semana. No sábado, 12, o vereador Alex Knak será confirmado candidato pelo grupo formado por MDB, PSB, PDT e PSL. Já no domingo, 13, a frente composta por PT e PCdoB indicará o jornalista Frederico de Barros.

A convenção do MDB ocorreu das 9 às 13 horas. Ex-secretário municipal de Transportes e vereador mais votado em 2016, ano em que chegou a se lançar à Prefeitura mas recuou por falta de apoio, Alex apostará no discurso da renovação na política. Seu vice será o professor de Direito Fabiano Dupont (PSB), que concorreu a prefeito no último pleito, quando ficou em terceiro lugar, e conta com o apoio do deputado federal Heitor Schuch (PSB), fortemente ligado ao interior.

LEIA TAMBÉM: PSD terá chapa com Régis e Ido Dupont para a Prefeitura de Santa Cruz

As articulações para formação da coligação vinham sendo lideradas por Alex e o vereador Bruno Faller (PDT). Alex chegou a ensaiar uma dobradinha com o vereador Hildo Ney Caspary (PP), mas o PP decidiu levar adiante a candidatura da viceprefeita Helena Hermany.

Com isso, teve início a aproximação com o PSB, que até então mantinha conversas com o PTB. O PSL foi o último a ingressar, após a intervenção da direção estadual que afastou o antigo comando municipal, o que fez naufragar o projeto de candidatura própria.

Já a convenção do PT ocorrerá das 14 às 17 horas no domingo. Presidente do PT desde o ano passado, Frederico, que vai concorrer pela primeira vez a um cargo eletivo, é um expoente da nova geração do partido e terá como vice a também jornalista Manu Mantovani, outra estreante em eleições. A frente terá ainda o apoio de integrantes da Rede Sustentabilidade, mas o partido não estará formalmente na coligação porque não possui diretório constituído.

LEIA TAMBÉM: Oficializado, Carlos Eurico promete fim dos conchavos

Frederico terá como mote defender o legado do PT em Santa Cruz, que inclui um conjunto de obras de infraestrutura e habitação financiadas por meio de programas federais, além de firmar oposição em relação aos governos de Eduardo Leite (PSDB) e Jair Bolsonaro.

LEIA TAMBÉM: Alex e Fabiano confirmam dobradinha para a eleição

Frederico de Barros e Manu Mantovani querem defender legado do PT em Santa Cruz

CENÁRIO SE DEFINE ATÉ QUARTA
Com os atos do fim de semana, serão três candidaturas à Prefeitura aprovadas em convenções. Até agora, a única chapa homologada foi a do partido Novo, que será formada pelo médico Carlos Eurico Pereira e o advogado e contador Paulo Bigolin.

As próximas convenções ocorrerão apenas na quartafeira, último dia do prazo previsto na Lei das Eleições. Nesse dia, deve ser homologada a chapa da coligação PP/PL (Helena Hermany e Elstor Desbessell) e do Solidariedade (Irton Marx e Walter Couto).

Também estão previstos os encontros do PTB, PSD e PSDB. Os petebistas já têm confirmada a indicação do vereador Mathias Bertram para concorrer a prefeito, mas falta definir o vice. O PSD, partido do prefeito Telmo Kirst, ainda não definiu a composição de sua chapa, mas tem como pré-candidatos o ex-secretário Régis de Oliveira Júnior e o empresário Ido Dupont.

Já o PSDB pode tanto aliar-se a outra frente como lançar uma chapa pura com os vereadores Carlão Smidt e César Cechinato.

LEIA TAMBÉM: Helena e Elstor confirmam dobradinha para as eleições