Obrigatoriedade 15/09/2020 07h49

Legislativo aprova instalação de câmeras de segurança nas escolas municipais

Pela proposta, seriam pelo menos duas câmeras em cada uma das 46 instituições

Os vereadores de Santa Cruz do Sul aprovaram na noite dessa segunda-feira, 14, um novo projeto de lei que torna obrigatória a instalação de câmeras de segurança em todas as escolas municipais. Pela proposta, de autoria dos vereadores Alex Knak (MDB), Bruno Faller (PDT) e Hildo Ney Caspary (PP), seriam pelo menos duas câmeras em cada uma das 46 instituições. O número exato de equipamentos seria determinado de acordo com as dimensões do imóvel e o volume de alunos e funcionários, e as imagens precisariam ser armazenadas por um tempo determinado.

Ao todo, a rede municipal é composta por 20 escolas de Educação Infantil, 25 de Ensino Fundamental e o Núcleo Municipal de Educação de Jovens e Adultos (Cemeja). Um projeto semelhante já havia sido aprovado pela Câmara no ano passado, mas foi vetado pelo prefeito Telmo Kirst (PSD) e o veto acabou acolhido. À época, a Secretaria Municipal de Educação alegou que sistemas de videomonitoramento já estavam sendo implantados nos educandários e todos estariam sendo vigiados por câmeras até o final deste ano.

LEIA MAIS: Escolas municipais terão câmeras até o fim de 2020, garante secretária de Educação

Homenagem
A Câmara aprovou por unanimidade a concessão do título de Cidadão Santa-cruzense a Elenor José Schneider. De autoria do vereador Carlão Smidt (PSDB), a honraria busca reconhecer a trajetória de quase 48 anos de Schneider como professor do ensino superior em Santa Cruz. Ele nasceu em 1948 em Cruzeiro do Sul, à época distrito de Lajeado, e trabalhou nas antigas Faculdades Integradas de Santa Cruz (Fisc) e na Unisc de 1972 até janeiro deste ano.

Leia as colunas de Elenor Schneider na Gazeta do Sul


MAIS LIDAS