SANTA CRUZ 03/10/2020 15h18 Atualizado às 22h02

Justiça manda remover postagens contra candidato do PTB

Decisão foi tomada a partir de publicações de página satírica no Facebook

A Justiça Eleitoral determinou a remoção de postagens consideradas ofensivas ao candidato a prefeito de Santa Cruz Mathias Bertram (PTB) em uma página satírica no Facebook. A decisão foi tomada pela juíza Márcia Inês Doebber Wrasse.

A coligação de Mathias ajuizou representação contra a página “Santa Cruz do Sul para iniciantes”, que veicula conteúdos críticos e humorísticos sobre o universo político local e tem 4,8 mil seguidores, por conta de um conjunto de postagens que envolvem o candidato petebista. No despacho em que concedeu a liminar, a juíza deu prazo de 24 horas para que o Facebook remova duas dessas postagens, sob pena de crime de desobediência.

LEIA TAMBÉM: Liderança que saiu de Pinheiral: conheça Mathias Bertram, candidato à Prefeitura

Em uma das publicações, uma foto de Mathias, o vice César Cechinato, o ex-deputado Sérgio Moraes e outros apoiadores era acompanhada da legenda “Alô, PF! Dá uma espiada aqui. Tem quadrilha reunida”. De acordo com a magistrada, a manifestação ofende a honra do candidato. “Atribuir ao candidato ou a qualquer pessoa a pecha de ‘quadrilheiro’ ultrapassa o limite da razoabilidade”, escreveu.

Já a outra postagem fazia referência a uma notícia sobre a decisão do PTB do Rio de Janeiro de desistir da candidatura a prefeita da deputada Cristiane Brasil, que está presa. A publicação afirmava que Mathias iria prestar solidariedade à correligionária, o que, segundo a juíza, “traz desinformação ao eleitor”, já que ele não fez qualquer declaração pública sobre o caso. “Não se extrai nenhum tipo de apoio ou solidariedade do representante à pretensa candidata”, diz a decisão.

LEIA TAMBÉM: Vereador cobra explicações sobre gastos relacionados à pandemia

À Gazeta do Sul, o administrador da página, Sérgio Hauth Jr., que é ex-presidente do Psol em Santa Cruz, disse que não considera o conteúdo da página ofensivo ou próximo de fake news. “Apelamos para a ironia e o humor”, alegou. Hauth também informou que as duas postagens apontadas na decisão já foram retiradas do ar preventivamente e que aguardará a notificação para avaliar a possibilidade de recorrer.

LEIA MAIS: PSDB se alia ao PTB e Cechinato será vice de Mathias