Eleições 05/10/2020 08h40 Atualizado às 10h21

Rádio Rio Pardo terá dois debates entre candidatos

Concorrentes vão se encontrar nos dias 10 de outubro e 10 de novembro, na Associação Comercial, Industrial e de Serviços

A Rádio Rio Pardo FM 103,5 fará dois debates com os candidatos a prefeito de Rio Pardo. Os encontros serão nos dias 10 de outubro e 10 de novembro, no auditório da Associação Comercial, Industrial e de Serviços (Acis), a partir das 9 horas, com transmissão pela emissora e também via Portal Gaz, com a parceria técnica da Quinta do Vitrolão. A mediação será de Márcio Dutra Vila. Conforme as regras de segurança sanitária, o auditório poderá receber somente 20 pessoas. Os candidatos terão direito a um assessor.

Cada candidato deverá responder à pergunta “Por que deseja governar Rio Pardo?” em um minuto no bloco inicial. No segundo bloco, os questionamentos, elaborados pela produção, serão feitos pelo mediador. O candidato que irá responder e o que irá comentar serão definidos por sorteio. A resposta deve ser em 1 minuto e 30 segundos, o comentário em 1 minuto e a réplica em 40 segundos. Cada candidato pode ser escolhido apenas uma vez para responder e comentar a pergunta.

LEIA TAMBÉM: Quatro municípios da região terão debates na Rádio Gazeta

No terceiro e quarto blocos, as perguntas serão entre os candidatos, com a ordem definida por sorteio. Cada concorrente pode ser escolhido apenas uma vez para responder. São 30 segundos para a pergunta, 1 minuto e 30 segundos para a resposta, 1 minuto para a réplica e 40 segundos para a tréplica. Todos os candidatos devem responder ao menos a uma pergunta. No último bloco, cada um deve fazer suas considerações finais em 1 minuto e 30 segundos. Em caso de citação ofensiva, o candidato que tiver a concessão do direito de resposta poderá defender-se em 1 minuto.

Entre os dias 26 e 29 de outubro, os candidatos terão uma rodada de entrevistas na Rádio Rio Pardo FM 103,5, com 20 minutos de duração durante o programa Cidade Alerta. Pelo sorteio dessa sexta-feira, com a presença dos responsáveis pelas coligações, a ordem será Edivilson Brum, Ricardo Figueiró, Célio Pereira e Rodrigo Borges.

LEIA TAMBÉM: Gazeta terá pesquisas e debates entre candidatos da região

Chapas

MDB/PL/PDT
(Rio Pardo pra frente)
Prefeito: Edivilson Brum (MDB)
Vice: Rogério Monteiro (MDB)

PTB/PP/DEM/Podemos
(Construir o amanhã)
Prefeito: Ricardo Figueiró (PTB)
Vice: Luciano Silva (DEM)

Republicanos/PSL/PSDB/PSD
(Um futuro melhor)
Prefeito: Rodrigo Castro Borges (Republicanos)
Vice: Paulo Botelho (PSL)

PT
Prefeito: Célio Pereira (PT)
Vice: Anderson Louzado (PT)

LEIA TAMBÉM: Candidatos antecipam estratégias em debate

Perfil dos candidatos

Edivilson Meurer Brum (MDB)
Gestor público – 51 anos

Edivilson é formado em Gestão Pública pela Universidade de Caxias do Sul (UCS). Já foi diretor-presidente da Companhia Rio-Grandense de Mineração (CRM) de 2015 a 2018, presidente da Companhia de Gás do Estado do RS (Sulgás), entre 2006 e 2007 e assessor do gabinete do Ministério da Agricultura entre 2012 e 2013. Foi também vice-presidente da Escola de Gestão Pública de Porto Alegre.

Por duas gestões, foi prefeito de Rio Pardo, eleito em 2001 e 2005. Antes disso, elegeu-se vereador no município e presidiu a Câmara. Ocupou ainda o cargo de vice-prefeito de Rio Pardo, onde exerceu também as funções de diretor do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) e vice-presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL).

Na Federação das Associações dos Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs), Edivilson Brum passou pelos cargos de coordenador-geral, coordenador técnico da área de Mobilidade e Trânsito e superintendente técnico e de Relações Institucionais.

Ricardo Rodrigues Figueiró (PTB)
Radialista e comunicador – 31 anos

Radialista desde 2005, Ricardo começou como operador de áudio na Rádio Rio Pardo FM 103,5 e passou por todos os setores até assumir a gerência em agosto de 2014. É acadêmico do curso de Direito na Unisc. Nasceu na antiga Vila Progresso, atual Jardim Boa Vista.

Rodrigo de Castro Borges (Republicanos)
Médico – 43 anos

Rodrigo é filho do pediatra Indio Riopardense Borges e daprofessora Daira de Castro Borges. Ingressou no curso de Medicina da PontifíciaUniversidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS) aos 20 anos e formouse em2003. É atuante em emergências há 17 anos. São seis anos como médico de UTI,quatro anos como tutor acadêmico da residência de clínica médica e cirurgiapela Apesc, mais de três anos como médico do Banco de Sangue, aproximadamentedois anos como médico da saúde da família em Santa Cruz do Sul, 11 anos detrabalho no Samu e nove anos como médico emergencialista dos hospitais Ana Nerye Santa Cruz, assim como médico em Rio Pardo.

Célio Pereira (PT)
Militar da reserva – 56 anos

Célio nasceu na localidade de Passo da Areia e estudou nas escolas Fortaleza e Ernesto Alves. É formado em Ciências Contábeis e especialista em Auditoria e Perícia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs). Ingressou na Brigada Militar em 1984 e trabalhou na Divisão de Auditoria, na Assessoria de Controle Interno do Gabinete do Comandante Geral e na Divisão de Pessoas e Finanças. Como sargento e tenente, exerceu funções correlacionadas às boas práticas de gestão pública por 22 anos. Atuou como chefe da Divisão de Recursos Financeiros no governo de Tarso Genro entre 2011 e 2015. Depois de se aposentar em 2016, voltou a morar em Rio Pardo.

LEIA TAMBÉM: Saiba quanto tempo cada coligação terá de propaganda em rádio e TV