Jantar inédito 12/06/2018 22h29 Atualizado às 08h16

Um Dia dos Namorados que Vitor e Daiane não vão esquecer

Como nunca antes havia experimentado, casal teve, enfim, um jantar romântico

Foto: Bruno Pedry

Dia dos Namorados
Dia dos Namorados

Pela primeira vez em seis anos de namoro, Vitor dos Santos, 40, e Daiane Solf, 27, puderam desfrutar um jantar romântico. Como nunca haviam experimentado antes, entraram em um restaurante, deixaram as preocupações para o lado de fora e curtiram um momento a sós, sem interferências.

O jantar e o dia inédito – com direito a salão de beleza e tudo – só pôde ser aproveitado graças à iniciativa de Daiane. Na semana passada, a recreacionista viu a postagem do Restaurante Hilda G sobre um sorteio do Dia dos Namorados, compartilhou a publicação, mas entendeu que só aquilo não bastava. Decidiu contar a sua história de vida (e de amor) e, quem sabe, sensibilizar os organizadores. “Assumi o relacionamento junto com a responsabilidade de cuidar da sobrinha dele, diagnosticada com paralisia cerebral. Nossos dias passam em função dela”, contou.

A rotina do casal teve de ser adaptada para atender às necessidades de Laura, 22 anos, pois  a mãe da jovem faleceu ainda em 2012. Desde então, Santos e Daiane “pegam junto” quando o assunto é dar banho, alimentar, vestir e cuidar da jovem, que também é atendida pela Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae).

Quando não estão envolvidos com a sobrinha, é o trabalho que chama. Santos é metalúrgico e trabalha das 22 às 6 horas; Daia é recreacionista, portanto, tem praticamente todos os seus fins de semana comprometidos.

“Nunca saímos só nós dois. Não temos tempo nem dinheiro sobrando para fazer uma coisa tão especial assim”, diz ela. A boa notícia é que os frutos dos percalços encarados juntos começam, agora, a apresentar resultados. Às vésperas do jantar, a santa-cruzense contou que o casal, finalmente, está construindo a casa que tanto sonhou para morar, lá no Bairro Dona Carlota. “Até que tudo ficasse pronto e tivéssemos condições de comprar uma cama, dormimos em um colchão no chão para não deixar Laura e o irmão dela, Jorge, 19, sem cama”, lembra.

Mas e não é que a ideia de abrir o coração deu certo? Assim que recebeu a mensagem de Daiane pelo Facebook, a proprietária do restaurante Hilda G, Fabiane Mendes Grudzinsk, logo decidiu oferecer esse momento aos dois. “Sorteamos o jantar para um casal e proporicionamos outro para a Daiane e o Vitor. Não vejo ato mais bonito do que abdicar de tanta coisa em nome do amor.”

Produção

A rede de solidariedade formada em torno da história do casal surpreendeu. Além do jantar oferecido pelo restaurante Hilda G, o cabeleireiro Marlon Coiffeur e equipe capricharam na produção de Daia, que fez cabelo, maquiagem, sobrancelha e unhas no espaço.  E é claro que Vitor se surpreendeu. “Ela está linda”, disse assim que viu a companheira pronta. 

O capricho no visual também foi proporcionado para o metalúrgico. No início da tarde, ele, que quase desistiu do jantar por “achar que  não era para ele”, cortou os cabelos no Mr. Dan Barbearia. Os pombinhos ainda ganharam um buquê de rosas da floricultura Weiss Blumenn e um vale-compras da Alô Celulares.

Mas foi no jantar – com direito a uma variedade de pratos que jamais haviam provado – que reforçaram a escolha feita lá em maio de 2012: encarar a vida – e suas dificuldades – faz mais sentido quando estão juntos. “O Vitor me ajudou a enfrentar uma depressão vivenciada desde a adolescência. Aprendo a ser paciente e a encarar a vida de forma mais leve.” E Vitor, todo encabulado, corresponde. “Como não ser grato a ela?”


Fotos: Rodrigo Assmann