Após crise... 10/08/2018 17h08

Secretária da Saúde entrega carta com pedido de demissão

Renice Vaccari é concursada como médica auditora, função que continua exercendo

A médica auditora Renice Vaccari não é mais secretária municipal da Saúde de Santa Cruz do Sul. Ela estava no cargo desde 22 de agosto de 2016 e, no meio da tarde desta sexta-feira, 10, entregou uma carta com pedido de demissão ao prefeito Telmo Kirst (Progressistas). Ele aceitou o pedido de Renice e, a partir da semana que vem, vai trabalhar para definir o novo secretário. Historicamente, a Saúde é uma das pastas mais estratégicas da Prefeitura de Santa Cruz.

O Portal Gaz teve acesso à carta de Renice, que tem uma página. No texto ela agradece aos colegas da secretaria e justifica a decisão. “Ao longo dos últimos dias enfrentei desafios pessoais. Devido à internação de uma de minhas filhas, com quadro grave em Santa Maria, tive que me ausentar por alguns dias da secretaria”, relata, acrescentando que “para cuidar da minha filha, coloco meu cargo à disposição do prefeito. Saio de férias para acompanhar de perto a recuperação (da filha)”.

LEIA MAIS

A secretária ainda critica as polêmicas recentes envolvendo decisões da Saúde que foram desautorizadas pelo prefeito, ameaçando sua permanência no cargo. “Existem pessoas maldosas que transformaram projetos de gestão em palanque eleitoral para garantir benefícios pessoais”, escreveu a médica. Trata-se de uma crítica principalmente aos vereadores da oposição, que nos últimos dias vêm batendo nas decisões da área.

Na carta, Renice Vaccari ainda relembra algumas de suas conquistas enquanto titular da Saúde. “Batalhei para que pudéssemos garantir índices positivos na área da saúde, atendimento de qualidade ao cidadão e responsabilidade na aplicação dos recursos públicos, além de aproximar referências, como a oftalmologia, para nossa cidade”, exemplifica. Ela encerra a carta de demissão agradecendo ao prefeito pela oportunidade “e por acreditar em uma gestão técnica”.

Renice Vaccari vinha balançando no cargo desde o início da tarde dessa quinta-feira, quando Telmo Kirst desautorizou em público a mudança de endereço da Farmácia do Estado projetada pela secretária. O serviço é prestado no Centro e Renice pretendia levá-lo para o Hospitalzinho, na zona sul, ignorando a dificuldade de acesso por parte dos usuários. A polêmica do fechamento noturno do Centro Materno-Infantil (Cemai) também pesou contra Renice. Há meses vereadores da base vinham reclamando da secretária.