Dedicação 13/09/2018 15h38 Atualizado às 08h07

Moradora de Santa Cruz participa de competição de fisiculturismo

Dulci Borsatto se prepara para o primeiro campeonato da carreira, que ocorre no fim de semana

O fisiculturismo entrou na vida de Dulci Borsatto, de 42 anos, há apenas alguns meses, mas já parece mais tempo. Treinando há cerca de cinco anos e cultivando a vontade de competir, ao se mudar para Santa Cruz do Sul ela encontrou a motivação que estava precisando e se prepara para a primeira competição. A atleta chegou à cidade em dezembro de 2017, após 22 anos morando em Porto Alegre. Além de deixar a morada na Capital, abandonou o trabalho de empresária na área de formação, de Gestão em Segurança Pública e Privada. Hoje gerente de um restaurante de comida saudável, ela se sente muito mais feliz. “Tive empresa durante muitos anos, mas resolvi mudar. O restaurante tem tudo a ver comigo. Amo o que faço.”

Na cidade, ela conheceu o treinador Bruno Bernardi Botelho, na academia Forma Fitness. “A academia me recebeu tão bem. Eu sabia que ali era meu lugar, minha segunda casa.” E na nova casa ela treina duas vezes ao dia. Dulci acorda às 6h30 e, antes do trabalho no restaurante, realiza treino aeróbico em jejum, treina as poses e a coreografia para o campeonato. Depois do trabalho, às 21 horas, ela retorna para o treino que é separado por grupos musculares a cada dia e encerra com mais uma hora de cardio. A correria é combinada de uma alimentação rígida, sem carboidratos, que consiste em salada, frango e claras de ovos. Para combater a falta de energia, ela toma vitaminas.

Foto: Lula HelferDulci Borsatto participa de competição nacional no fim de semana

“Infelizmente, hoje o esporte não é tão valorizado, ninguém tem noção do que um atleta passa pra dar o seu melhor em um minuto no palco. Você deve abrir mão de certas coisas pra chegar onde está, é uma escolha.” Além do desafio físico, Dulci ainda precisa contornar o preconceito com a prática. “Sempre tem as pessoas que falam que acham feio, que parece homem. Minha categoria se baseia no fisiculturismo puro, em que o que conta são os músculos e quanto mais definidos e maiores, melhor. Às vezes as pessoas não têm noção do que é, então fica mais fácil dizer que só pode ser ‘bomba’. Eu gosto de como sou, para mim não faz a menor diferença. Eu levanto cedo pra fazer o que amo.”

Natural de Arvorezinha, a atleta participa no próximo fim de semana de uma competição nacional em Novo Hamburgo. O campeonato IFBB Pro League Rio Grande do Sul integra o quadro da International Federation of Bodybuilding and Fitness, Federação Internacional de Fisiculturismo. A premiação com medalhas e troféus acontece no sábado, 15, a partir das 14 horas. “É um trabalho de meses, com dieta e treinos adequados para categoria, é bastante cansativo, mas ao mesmo tempo prazeroso, pois você vê as mudanças do seu corpo acontecendo e isso dá mais ânimo pra continuar”, conta.

Na torcida estão as filhas gêmeas de 13 anos, Catharina e Victoria, apoiadoras da carreira de Dulci no esporte. “Elas acham o máximo a mãe estar se transformando. Sou muito abençoada por este presente que Deus me deu de uma vez só. Dá trabalho, mas alegria em dobro (risos). São a minha vida.” Para competir, Dulci também conta com o apoio da Ultramed Suplementos, do restaurante Mazô, e patrocínio do fisioterapeuta Cássio Zügue, da Clínica Lótus. Quem tiver interesse em colaborar com a atleta pode entrar em contato através de seu perfil pessoal no Facebook ou pelo Instagram @DulciBorsatto.

Foto: Lula HelferDulci Borsatto participa de competição nacional no fim de semana

Foto: Lula HelferDulci Borsatto participa de competição nacional no fim de semana