Dia Mundial dos Animais 03/10/2018 23h45 Atualizado às 09h10

Resgate de cães ainda supera número de adoções em Santa Cruz

Situação de espaços que acolhem os animais mostra uma realidade preocupante

Apesar das campanhas de conscientização, os espaços que acolhem animais em Santa Cruz do Sul ainda mostram uma realidade preocupante neste Dia Mundial dos Animais, comemorado todos os anos em 4 de outubro. A quantidade de resgates em praticamente todos os meses supera o número de adoções. Só o Canil Municipal registra a média mensal de 22 encaminhamentos para novos tutores, enquanto resgata cerca de 30 animais. O veterinário responsável, Tiago Alberto Haas Marques, afirma que os dados variam a cada mês e dependem da disponibilidade de espaço do local.

Segundo Marques, a maioria dos cães encaminhados ao Canil Municipal tem acima de 10 e 12 anos. O abandono geralmente acontece porque, nessa idade, os animais demandam mais atenção e gastos com veterinários. “Boa parte dos resgatados já são doentes e de grande porte”, comenta.

Só em setembro o canil resgatou 23 animais, a maioria adultos. No mesmo período, apenas 14 foram adotados. Eles chegam após o contato de pessoas que informam ter encontrado bichos doentes e machucados na rua. Conforme Marques, entre janeiro e setembro, a equipe recebeu 400 solicitações de recolhimento; no entanto, devido ao espaço, a grande maioria não foi atendida. O canil tem capacidade para 47 animais e atualmente conta com 66 – seis gatos e 60 cachorros.

Ainda por causa da estrutura física limitada, o canil recolhe apenas animais doentes ou machucados. Os sadios só são abrigados quando existem vagas sobrando. Quando eles chegam são tratados pelo veterinário, vacinados, vermifugados, esterilizados, castrados e microchipados. Também passam por exames, onde podem ser constadas possíveis doenças. O canil é mantido pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Saneamento e Sustentabilidade.

Como adotar

Para adotar um animal do Canil Municipal é preciso ser maior de idade, ter residência fixa com pátio e disponibilidade para prestar os cuidados necessários. Interessados podem ir até o canil, na Rua Victor Frederico Baumhardt, 2.581, Bairro Dona Carlota. A equipe entrevista o candidato e ele assina um termo de adoção responsável. O tempo de adaptação é de dez dias. Após, o animal passa a ser de inteira responsabilidade do novo dono.

Abrigo tem 320 cães e gatos

Outro lugar que busca adotantes em Santa Cruz é o Abrigo de Animais São Francisco de Assis, que funciona há 18 anos. Hoje o local tem 320 animais – 300 cachorros e o restante são gatos. Conforme a coordenadora, Fátima Garcia, o abrigo costuma recolher oito bichos por mês, enquanto as adoções ficam entre cinco ou seis. A equipe é formada por 12 voluntários, que trabalham de forma independente e necessitam de doações. Quem quiser fazer adoção ou doar ração, arroz, massa ou outros alimentos pode entrar em contato com Fátima, pelo telefone: (51) 99512 1544.