Conscientização 16/10/2018 23h37 Atualizado às 06h55

Oktoberfest também é lugar para falar de segurança

Polícia Civil repassou orientações para prevenir o estelionato, deu dicas de trânsito e fez demonstrações com cães farejadores

Quem passou pela 34ª Oktoberfest nessa terça-feira, 16, teve a oportunidade de conhecer um lado diferente da Polícia Civil gaúcha. Integrados à delegacia móvel regional, no antigo espaço Assemp, agentes e delegados oriundos da Capital desenvolveram ações do Programa Mais Garantias, que busca, dentre outros objetivos, aproximar a comunidade e disseminar informações ligadas à segurança pública.  

“Esse é um projeto que nós realizamos em Porto Alegre e buscamos, sempre que possível, levar também para o interior, para mostrar uma outra cara da polícia, mais humana, que vai muito além do registro de ocorrência na delegacia e das prisões”, frisou o chefe da Polícia Civil no Estado, delegado Emerson Wendt, que acompanhou de perto as atividades. Aproveitando a grande presença da terceira idade no parque, em razão do Dia da Maturidade Ativa, um dos temas abordados durante as dinâmicas foi a ocorrência de golpes, aplicados em pessoas idosas, como o conto do bilhete e do falso sequestro. Um material preparado pela Prefeitura em parceria com a polícia, com orientações sobre os estelionatários, foi distribuído.

Além dos idosos, as crianças e adolescentes receberam atenção especial, por meio das oficinas de escovação, fisioterapia e trânsito – que contou com minibuggys caracterizados como viaturas. “O trabalho com esse público jovem é de prevenção, a médio e longo prazo. Começa quando a gente consegue conscientizar essas crianças e jovens sobre questões relacionadas, por exemplo, ao tráfico de drogas”, comentou a delegada Adriana Regina da Costa, titular do Departamento Estadual de Proteção à Criança e ao Adolescente.

Um dos momentos mais prestigiados pelo público foi a demonstração com os cães do Departamento Estadual de Investigações do Narcotráfico (Denarc). Dois labradores e um Australian Cattle Dog farejaram armas e entorpecentes dentro de caixas e bolsas. Após a apresentação as crianças puderam brincar com os animais e tirar dúvidas com os inspetores responsáveis. Os delegados e agentes locais da Polícia Civil também participaram das ações.

Reformulação nas Defrecs

Durante a passagem pela 34ª Oktoberfest, o chefe de polícia no Estado, delegado Emerson Wendt, falou sobre a importância do combate ao crime organizado. Dentre as medidas que estão sendo desenvolvidas pela Polícia Civil, adiantou que uma reformulação nas Delegacias Especializadas em Furtos, Roubos, Entorpecentes e Capturas (Defrecs) está por vir, ainda neste ano. Presentes em diversos municípios do interior, incluindo Santa Cruz do Sul, as especializadas aguardam decreto estadual para mudarem de nome e assumirem a nova função. “O escopo não vai mudar, mas vamos conseguir centralizar o trabalho e potencializar a investigação e o setor de inteligência, que são as únicas ferramentas para combater o crime organizado.”

Foto: Bruno Pedry