Experiência 02/01/2019 18h28 Atualizado às 18h53

Florista de Santa Cruz conta como foi decorar a posse de Bolsonaro

Carlinhos Weiss ficou cinco dias em Brasília, onde atuou na ornamentação do Itamaraty

Durante cinco dias o florista de Santa Cruz do Sul, Carlos Felipe Weiss, acompanhou de perto todos os preparativos para a decoração da posse do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL). Carlinhos, como é conhecido, foi um dos coordenadores de uma equipe formada por 15 floristas, responsáveis pela ornamentação dos três andares do Itamaraty, onde ocorreu um coquetel, com a presença do presidente, após o culto ecumênico na Catedral de Brasília.

Já em casa, Weiss avalia a participação no evento como uma experiência gratificante, que exigiu muita responsabilidade e o deixou na expectativa para ver se tudo sairia como o planejado. “Fui pela oportunidade de trabalho, de estar presente em um momento como este, de troca de presidente, dentro do Palácio do Itamaraty, que é um ícone do Brasil”, relata. 

O florista conta que, além da experiência profissional, ainda teve a chance de conhecer todos os espaços do Itamaraty, que normalmente estão fechados para o público. “Foi muito interessante ter este contato. Entrei em todos os ambientes, decorei os gabinetes e os salões mais importantes, junto com as obras de arte do acervo Itamaraty.”

LEIA MAIS: Carlinhos Weiss mostra arranjo feito para a posse de Bolsonaro

Oportunidade

O convite para ser um dos floristas responsáveis pela decoração da posse de Bolsonaro foi feito pela empresa Premiere Eventos, de Brasília, que administrou todos os fornecedores do evento.

Foto: Arquivo PessoalCarlinhos Weiss viajou na quinta-feira, 27, para Brasília
Carlinhos segurando um dos arranjos da ornamentação 

De acordo com o proprietário da Floricultura Weiss Blumenn, a oportunidade surgiu a partir de indicações de pessoas que já conheciam o trabalho do santa-cruzense. “Há 15 anos vou duas vezes ao ano para Brasília ministrar cursos de arte floral. Além disso, participo de todas as edições do Brazilian Fashion Flores como florista convidado”, explica.

Nos primeiros dias em Brasília, Carlinhos trabalhou na preparação dos materiais, no reconhecimento das flores e frutas que foram compradas e na escolha dos vasos para montar os arranjos. A ornamentação começou a ser montada no sábado, 29, e tudo precisou ser finalizado, por medida de segurança, até as 15 horas da segunda-feira, 31.

Curiosidades

- Todos os arranjos foram montados a partir do tema “flores, cores, texturas e sabores do Brasil”. O objetivo era representar todas as regiões do Brasil e mostrar um pouco da tropicalidade do país, mas sem perder o estilo clássico, conforme Carlinhos.

- Foram usadas na produção dos arranjos frutas produzidas no Brasil, como cacau, manga, goiaba, romã, carambola e caju, e também flores tropicais e temperadas.

- Segundo o florista santa-cruzense, 80% das flores usadas no evento foram compradas de produtores de Brasília.

- Foram montados cerca de 50 arranjos de grande porte e 150 arranjos para mesas. Os vasos usados na decoração eram praticamente todos do próprio acervo do Itamaraty.

- A recepção no Itamaraty foi organizada para receber quatro mil pessoas: 800 sentadas e 3,2 mil em pé.

Foto: Arquivo Pessoal
Foto: Arquivo Pessoal
Foto: Arquivo Pessoal
Foto: Arquivo Pessoal
Foto: Arquivo Pessoal
Foto: Arquivo Pessoal
Foto: Arquivo Pessoal
Foto: Arquivo Pessoal
Foto: Arquivo Pessoal
Foto: Arquivo Pessoal