Investimento 26/03/2019 23h00 Atualizado às 10h07

Supermercado Miller terá o dobro do tamanho no Santo Inácio

Rede também estuda a possibilidade de abrir novas unidades em Santa Cruz do Sul. Atualmente são quatro lojas

A unidade do Supermercados Miller do Bairro Santo Inácio, na Rua Machado de Assis, terá a capacidade dobrada. Dos atuais 450 metros quadrados, a loja passará a ter 900 metros quadrados, inclusive com espaço para a produção da padaria e confeitaria.

Conforme o gerente-geral do Miller, Fernando Appel, amanhã haverá uma reunião para definir o valor total que será aplicado na ampliação e quando o prédio, já em obras, será entregue. Também está prevista uma modificação no estacionamento – a capacidade é de 40 vagas –, com o objetivo de torná-lo mais atrativo aos clientes.

A rede estuda, ainda, a possibilidade da abertura de novas unidades. Atualmente são quatro lojas em Santa Cruz (Avenida Independência, Rua Ramiro Barcelos, Rua Machado de Assis e Avenida Euclydes Kliemann).

Setor projeta crescimento de 5,2% nas vendas

As 4,6 mil lojas do setor supermercadista gaúcho já montaram suas parreiras de chocolate para a Páscoa, tradicionalmente um dos melhores períodos de vendas para o segmento. Ao todo, 8,5 milhões de ovos de chocolate deverão ser vendidos, proporcionando um faturamento de R$ 84,5 milhões para o setor.

Para o presidente da Agas, Antônio Cesa Longo, a comemoração da Páscoa em abril, quando as temperaturas estão mais baixas do que em março, favorecerá o consumo de chocolates em 2019. “O cenário de maior estabilidade econômica, a retomada de investimentos e o clima mais frio de abril deverão alavancar as vendas. Para os pequenos supermercados, que não dispõem de climatização nas lojas, é fundamental uma temperatura mais amena, facilitando a exposição dos chocolates”, explica Longo.

Segundo o dirigente, os tabletes, as caixas de bombons e os ovos menores serão mais uma vez os destaques da Páscoa. “A simbologia do presente é o mais importante. Por isso, os gaúchos deverão adquirir mais itens, mas com menor valor agregado, para agraciarem mais pessoas de seu convívio.”