Prevenção 03/04/2019 16h03

Campanha de vacinação contra gripe começa na semana que vem

Doses já podem ser encontradas em clínica particular

As primeiras doses da vacina contra o vírus Influenza, causador das gripes características do outono e inverno, estarão disponíveis na rede pública via Sistema Único de Saúde (SUS) a partir de quarta-feira que vem, 10. Apenas em Santa Cruz do Sul, a estimativa é vacinar cerca de 47 mil pessoas.

O protocolo de prioridades para participar da campanha nacional de vacinação, com a aplicação de doses grátis, inclui crianças de 6 meses a menores de 6 anos - no ano passado era até menores de 5 anos -, profissionais da área da saúde, gestantes, mulheres no pós-parto, população maior de 60 anos, professores, indígenas, pacientes crônicos, menores de 12 a 21 anos internos de medidas socioeducativas, detentos e funcionários do sistema prisional.

"Buscamos atingir 90% do grupo prioritário e melhorar a adesão de vacinas em relação ao ano passado, que chegou apenas a 83,62%”, comentou uma das responsáveis pelo setor de imunização da 13ª Coordenadoria Regional de Saúde (CRS) de Santa Cruz do Sul, Marlene Webber Andriolo.

Segundo a 13ª CRS, que contempla 120 mil pessoas dentro do grupo prioritário em 13 municípios da região, entre os dias 10 e 19 de abril o foco será a vacinação de gestantes e crianças de seis meses a menos de seis anos. “Além de vacinar crianças e gestantes vamos aproveitar essa pré-campanha nesses dez primeiros dias para atualizar a caderneta de vacinação”, comentou Marlene. Os demais grupos que procurarem o serviço também devem ser atendidos.

De acordo com ela, essa ação visa melhorar a cobertura de vacinação na região, que vem caindo nos últimos dois anos. A campanha de vacinação se estende até o dia 31 de maio. De acordo com a 13ª CRS, se houver vacinas disponíveis após a data final, elas serão disponibilizadas ao público geral.

Em entrevista à Rádio Gazeta, a coordenadora do Programa Municipal de Imunizações, Lizete Pires, explicou que, este ano, as doses na rede pública protegem contra os vírus de Influenza A, com os subtipos H1N1 e H2N3, e Influenza B. Ela destacou que o ideal é que a população procure se vacinar assim que as doses estiverem disponíveis porque elas começam a fazer efeito a partir de duas semanas após a aplicação. Assim, será possível estar imunizado até o período de maior transmissão. 

Lizete afirmou ainda que as doses serão disponibilizadas em todos os postos de saúde do município. O Dia D, quando as unidades abrem em um sábado especialmente para aplicar a vacina, está marcado para o dia 4 de maio. 
 

Clínica santa-cruzense já possui as doses

Quem não estiver dentro do grupo prioritário, ou mesmo não quiser esperar até o dia 10 para receber a vacina contra o vírus Influenza, pode conseguir a dose via clínica particular. Desde o dia 22, a Clínica Imuniza, da Rua Galvão Costa, 86, no Centro, já possui as doses ao preço de R$ 120,00. “A única contraindicação são pessoas que possuem alergia à proteína do ovo”, ressalta a proprietária da Imuniza, Fernanda Bastos.

Segundo ela, a dose atual foi modificada da utilizada nos últimos dois anos. “Como o vírus se modifica, a dose desse ano recebeu alterações na sua composição e foi atualizada”, revelou Fernanda. O Centro de Vacinas Santa Cruz, na Rua 28 de Setembro, 729, no Centro, também possuirá as vacinas a partir desta primeira semana de abril.