Santa Cruz 13/04/2019 01h40 Atualizado às 16h42

Veja quando será a eleição para o Conselho Tutelar

Qualquer cidadão com título de eleitor pode votar. Antes de se candidatarem, interessados vão passar por avaliação

Está marcada para 6 de outubro a eleição para definir os cinco conselheiros tutelares que atuarão em Santa Cruz do Sul nos próximos quatro anos. Os cinco mais votados assumem como titulares. Os que ficarem entre a sexta e a décima colocação vão para a lista de suplentes e ocupam a função durante as férias ou licenças dos titulares. A escolha acontece de forma unificada em todo o Brasil. Os candidatos precisam ser aprovados em um teste e em uma avaliação psicológica para que possam se candidatar. Após eleitos, os conselheiros podem se candidatar à reeleição. Todas as pessoas com título de eleitor poderão votar. As urnas eletrônicas serão cedidas pelo Cartório Eleitoral.

A coordenadora da comissão eleitoral, Priscila Froemming, explica que os interessados precisam cumprir as exigências previstas no edital, que ainda não foi publicado. “O edital deveria ter sido publicado no dia 5. Mas o Município está em processo de contratação da empresa que irá elaborar a prova, que precisa ser aprovada pelo Comdica”, explica. Priscila adianta que os critérios do edital serão baseados na lei 8.158/2019. “A intenção é termos conselheiros qualificados. A comunidade pode escolher mediante uma avaliação prévia.”

SAIBA MAIS

O conselheiro tutelar precisa atuar na proteção de crianças e adolescentes. Deve receber as denúncias e averiguar as situações, que podem ser diversas, como abuso, maus-tratos e abandono. O caso é encaminhado à Promotoria de Justiça para as providências necessárias, conforme a legislação. O salário do conselheiro é de R$ 3.475,29 e mais R$ 515,00 de vale-alimentação. A carga horária é de 40 horas semanais e plantão de sobreaviso. A Secretaria de Políticas Públicas é a mantenedora do Conselho Tutelar.

Quais são os atuais conselheiros tutelares?
Michelle Cardoso Zinn, Roberto Schaefer, Michael Rodrigo Schuster, Sônia Simone Rodrigues e Edo Uberti Turcatti