Indústria 03/05/2019 00h22 Atualizado às 06h35

Mor abre seleção para contratar 300 temporários em Santa Cruz

Projetando crescer 18% em 2019, empresa dará início ao recrutamento para produção, expedição e almoxarifado

A Mor abre na próxima segunda-feira a primeira fase deste ano do processo seletivo para contratação de temporários. A empresa vai selecionar candidatos para 300 vagas, cujas contratações começarão durante o mês de junho. Safreiros terão três formas de participar.

De acordo com a coordenadora de RH da Mor, Mariana Rodrigues de Oliveira, a indústria antecipou em uma semana o período de inscrições para os primeiros temporários. Com foco nas vendas de produtos de lazer para o verão, a Mor turbina as linhas de produção a partir do segundo semestre. No entanto, dessa vez abrirá os primeiros contratos temporários em junho. “A empresa tem uma projeção de crescer 18% em vendas, com destaque para térmicos, escadas e móveis injetados”, explica o vice-presidente Administrativo e Financeiro, Valmor Konzen.

LEIA MAIS: Metalúrgica Mor vai abrir fábrica no Nordeste em 2019

A partir da próxima segunda, os candidatos poderão se inscrever na agência da FGTAS/Sine de Santa Cruz ou junto à portaria da empresa, no Distrito Industrial. “Na primeira quinzena de junho já está prevista a contratação de 50 trabalhadores”, avisa Mariana.  

A terceira opção de inscrição ocorrerá na agência da FGTAS/Sine de Vera Cruz. A seleção no município ocorre a partir da próxima terça-feira. “Buscamos profissionais que atendam a nossas demandas para cada cargo e que, em paralelo, sejam comprometidos e assíduos, se integrando também aos valores da Mor”, complementa Mariana.

Safreiros do tabaco serão esperados

Muitos trabalhadores que atuam na safra do tabaco também trabalham por temporada na Mor. Neste ano, assim que deixarem a indústria fumageira, estes profissionais poderão participar da seleção da metalúrgica. Conforme o setor de RH da Mor, os primeiros temporários selecionados serão funcionários novos, aqueles que não atuaram em safras nos últimos quatro anos. “Quem já trabalhou na empresa entre 2014 e 2018 pode ligar para verificar a situação do recadastramento junto ao setor”, destaca a coordenadora Mariana Rodrigues de Oliveira. O telefone da Mor é o 2106 7500.

 

Como participar da seleção?

As inscrições na agência da FGTAS/Sine de Santa Cruz ocorrerão sempre às segundas-feiras, a partir das 8 horas. A cada semana serão distribuídas 30 fichas para vagas masculinas. É necessário que os candidatos levem documentos pessoais. A entrevista é feita pela equipe da Mor.

Na guarita da empresa, homens e mulheres podem deixar currículo ou preencher a ficha de inscrição. Este atendimento ocorre 24 horas por dia. Os documentos são analisados pelo RH.

Já em Vera Cruz, a seleção ocorrerá sempre às terças-feiras, para vagas masculinas. Serão sempre 25 fichas, disponibilizadas todas as semanas. Assim como em Santa Cruz, os candidatos precisam levar documentos para entrevista.

Vagas da Mor

  • Produção – Temporário para auxiliar na fabricação, montagem e embalamento. Cadeiras, escadas, churrasqueiras, térmicas, caixas térmicas e varais de roupa estão entre os principais itens produzidos.
  • Almoxarifado – Atuação como operador de empilhadeira e auxiliar. Nestas funções, o trabalhador faz a separação de produtos para expedição, entrega de matéria-prima para as linhas de montagem e transferência de produtos entre depósitos.
  • Auxiliar de expedição – Carrega produtos e realiza carga e descarga de mercadorias. No setor há também há função de conferente de expedição. Este profissional verifica as cargas, identifica produtos e separa itens em estoque.

 

Na Xalingo, safra tardia de tabaco altera rotina

A Xalingo Brinquedos já deu início à contratação de temporários e neste ano mudou o perfil de seleção. Conforme o gerente de RH, Luciano Bredow, entre abril e maio já foram recrutados 50 temporários. Segundo ele, neste ano a seleção foi um pouco prejudicada pelo inicio tardio da safra do tabaco. “Para contratar os primeiros temporários tivemos que usar outro critério. Pedimos indicações de funcionários efetivos”, explica.

Segundo Bredow, ainda há expectativa de novas contratações, previstas para entre os meses de junho e julho. “Tudo depende do volume de vendas, mas a tendência é sim, de novos chamados para o emprego temporário.” O pefil do trabalhador da Xalingo é ensino fundamental incompleto (mínimo 6º ano). Para o trabalho com máquinas CNC e de corte de madeira, por exemplo, é exigido ensino médio.

Os candidatos podem retirar a ficha de inscrição junto à guarita da empresa, na BR-471, no Distrito Industrial. Às segundas e quartas a ficha pode ser preenchida na empresa, no turno da tarde. Quem opta pelo procedimento na Xalingo, precisa levar documentos pessoais.