Polêmica 06/05/2019 06h37 Atualizado às 10h53

Aposentada morre após peregrinação por atendimento

Família protestou sobre a negligência à qual a mulher foi submetida; morte cerebral foi confirmada nesse domingo

Depois de peregrinar para receber um diagnóstico correto, a aposentada Dorvalina Jurema Alves, de 62 anos, teve a morte cerebral confirmada na tarde desse domingo, 5. Antes de ser internada no Hospital de Caridade e Beneficência de Cachoeira do Sul, onde faleceu, a mulher procurou atendimento pelo menos cinco vezes em Santa Cruz.

A família chegou a realizar um protesto em frente à Estratégia Saúde da Família do Bairro Margarida (ESF), na Rua Lothário Heuser. A situação foi publicada ainda no dia 26 do mês passado pelo Portal Gaz, com um relato da filha, Jamile Teixeira, de 27 anos. Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde afirmou que foi aberto um processo administrativo para apurar os fatos relacionados ao atendimento no posto Margarida.

Conforme a Funerária Martin, o corpo de Dorvalina é velado na Capela da funerária anexa a Igreja da Ressurreição. O sepultamento deve acontecer às 15 horas, no Cemitério Municipal. Além da filha, Jamile, a aposentada deixa os filhos, Andre Luis Alves, Jenifer Janaina da Silva Chaves, Andriel da Silva e quatro netos.

LEIA MAIS