Bairro Margarida 08/05/2019 20h27

Funcionárias de posto são deslocadas após morte de paciente

Família de moradora reclama que houve negligência em atendimentos, o que teria piorado o estado de saúde da paciente

Três funcionárias do posto do Bairro Margarida, em Santa Cruz do Sul, foram deslocadas para outras unidades após a família de uma paciente reclamar de negligência. Dorvalina Jurema Alves, de 62 anos, teve a morte cerebral confirmada na tarde do último domingo, 5, no Hospital de Caridade e Beneficência de Cachoeira do Sul. Ela teria procurado atendimento médico em Santa Cruz pelo menos cinco vezes, até ter o diagnóstico correto. 

Antes de ser encaminhada em estado grave para o outro município, Dorvalina teria solicitado atendimento no dia 25 de abril na unidade de saúde do bairro. Como não foi atendida, a família a levou ao Pronto-Atendimento do SUS, onde teve o diagnóstico de um derrame. A Secretaria Municipal de Saúde afirma que não irá se manifestar sobre o caso até que as investigações sejam concluídas, o que deve acontecer em até 30 dias. O motivo do deslocamento das funcionárias também não foi revelado.

O caso de Dorvalina foi divulgado no Portal Gaz na sexta-feira, dia 26 de abril. Naquele dia, a secretaria informou que havia aberto um processo administrativo para realizar uma investigação interna dos fatos. Além disso, falou que funcionários da pasta teriam sido ouvidos e que havia solicitado informações aos hospitais Santa Cruz e Ana Nery, responsáveis pelos atendimentos no PA e na UPA do Esmeralda, pelos quais a paciente também já havia passado.