Anúncio 23/05/2019 15h35 Atualizado às 12h58

Saúde em Santa Cruz: como vai funcionar o programa Fila Zero

Novidade foi anunciada nesta quinta-feira; Prefeitura fez parceira com hospitais e clínica
 

A Prefeitura de Santa Cruz do Sul anunciou na tarde desta quinta-feira, 23, o início do programa Fila Zero. O objetivo é reduzir as filas de espera por consultas com médicos especialistas e exames de baixa e média complexidade. Cerca de 20 especialidades médicas serão ofertadas através do Fila Zero.

Conforme a Secretaria de Saúde, somente na área da traumatologia, 1.456 pessoas aguardam por uma primeira consulta, na dermatologia são 1.086 pacientes a espera de um agendamento e, na reumatologia, outros 654 estão na mesma situação.

Segundo o secretário municipal de Saúde, Régis de Oliveira Júnior, a ideia é que até fevereiro de 2020, toda a demanda recebida até 30 de abril de 2019 e que está reprimida seja reduzida a quase zero. Uma parceria com os hospitais Santa Cruz e Ana Nery, e mais três clínicas particulares área de fonoaudiologia, vai possibilitar a realização de um grande mutirão, que começa no dia 3 de junho.

A prioridade de atendimento será para aquelas pessoas que estão há mais tempo na fila de espera. A Secretaria Municipal de Saúde (Sesa) acredita que terá algumas demandas anteriores a 2014, época em que a pasta ainda não estava informatizada.

"Sabemos que quem busca atendimento médico é porque precisa e não pode esperar. Mas infelizmente a demanda, hoje, é muito superior à nossa capacidade de atendimento. Com essa ação queremos equilibrar a oferta e a procura, pelo menos por um bom tempo, enquanto trabalhamos em busca de soluções definitivas”, disse o secretário.

Foto: Rodrigo NascimentoAnúncio foi feito nesta quinta-feira
Anúncio foi feito nesta quinta-feira

 

Quem será chamado

Todos os usuários selecionados para participar do Programa Fila Zero terão seus nomes divulgados em uma lista, que será publicada no site oficial da Prefeitura. Servidores da Central de Regulação entrarão em contato com esses usuários, solicitando o comparecimento para a retirada do agendamento. O usuário deve estar com o número de telefone atualizado no cadastro. No momento do comparecimento é preciso levar Cartão SUS atualizado, RG e, caso ainda tenha, algum documento da solicitação.

Os dias e horários para a realização de consultas, exames e demais procedimentos seguirão as agendas dos prestadores, podendo ocorrer fora do horário comercial e até mesmo nos finais de semana. Cabe deixar claro que usuários que ingressaram após a data de corte - 30 de abril de 2019 - terão seus agendamentos realizados dentro do fluxo normal de marcação.

Caso o usuário não compareça no dia agendado para consulta e/ou exame, deverá justificar em até 48 horas o motivo da ausência. Se não apresentar justificativa, ele estará automaticamente fora do Programa Fila Zero e deverá efetuar o processo de solicitação desde o início, ou seja, terá que procurara sua unidade de saúde e marcar urna nova consulta com um clínico geral.

LEIA MAIS: Prefeitura irá convocar pacientes com pedidos anteriores a 2014

Os exames:

Ecodoppler
Ecocardiograma
Teste Ergométrico
Ressonância
Tomografia
Ultrassonografia
Eletrocardiograma
Mamografia
Endoscopia
Eletroneuromiografia
Eletroencefalograma
Polissonografia
Audiometria

Especialidades:

Endocrinologista
Reumatologista
Nefrologista
Dermatologista
Neurologista
Neurologista Pediátrico
Traumatologista
Hermatologista
Gastroenterologista
Proctologista
Coloprotologista
Cardiovascular

Ausências
Em paralelo ao Programa Fila Zero, a Prefeitura lançou também nesta quinta-feira, uma campanha para reduzir as abstenções. Segundo dados da Secretaria de Saúde, entre os meses de janeiro e abril, das 18.477 consultas agendadas com médicos especialistas, 1.802 não ocorrera por causa da ausência dos pacientes.