Santa Cruz do Sul 13/06/2019 17h45 Atualizado às 10h28

Como será o funcionamento de bancos e escolas nesta sexta

Alterações ocorrem devido à mobilização contra a reforma da Previdência e à reivindicação por mudanças sobre a geração de empregos e o fim do baixo investimento na Educação

A mobilização programada para esta sexta-feira, 14, deve alterar alguns serviços em Santa Cruz do Sul. Na educação, algumas escolas estaduais não terão aulas (veja lista). Além disso, conforme o Sindicato dos Bancários de Santa Cruz do Sul e Região (Sindibancários), os bancos estarão fechados, pelo menos, até o meio-dia. Depois desse horário, cada instituição poderá decidir se funcionará ou não. O Banrisul de Vera Cruz fará o mesmo esquema.

LEIA MAIS: Sindicatos organizam protesto em Santa Cruz

Nas escolas municipais de educação infantil e de ensino fundamental, conforme a secretária de Educação, Jaqueline Marques, as aulas serão mantidas. De acordo com ela, as escolas estão organizadas para realizar o atendimento e professores que participarem do protesto serão substituídos. Na rede privada, os estudantes também terão aula normalmente. 

A greve programada para esta sexta tem como objetivo protestar contra a reforma da Previdência e ainda reivindicar mudanças sobre a geração de empregos e o fim do baixo investimento na Educação. A mobilização conta com a participação de trabalhadores de diversas categorias.

Escolas estaduais sem aula 

Santa Cruz do Sul:
Goiás, Willy Carlos Frohlich (Polivalente), Nossa Senhora da Esperança, Nossa Senhora do Rosário, Bruno Agnes e Felippe Jacobs

Vera Cruz: Paraguaçu e Vera Cruz

Venâncio Aires: Crescer, Cônego Albino Juchem e Zilda de Brito Pereira

Rio Pardo: Biagio Soares Tarantino, Amaral Lisboa, Rio Pardo e Barão do Triunfo

Encruzilhada do Sul: Carlos Correa da Silveira, Borges de Medeiros, Mariano da Rocha e Gomercinda Dornelles da Fontoura

Atendimento parcial 

Santa Cruz do Sul: escola Ernesto Alves