Céu 18/06/2019 16h20

Meteorito visto no Rio Grande do Sul tem peso estimado em três toneladas

Peso pode chegar até 5,7 toneladas, conforme observatório

Visto em dezenas de municípios gaúchos na última semana, um meteorito que passou pelo céu na noite de 6 de junho, teve o peso estimado em pelo menos 3,2 toneladas. A estimativa é do Brazilian Meteor Observation Network (Bramon). O diretor técnico da Rede Brasileira de Monitoramento de Meteoros (na tradução), Marcelo Zurita, explicou que esta é uma estimativa mínima. “O peso gira entre 3,2 e 5,7 toneladas”, disse, em entrevista à Rádio Gazeta.

Segundo Zurita, os fragmentos da rocha devem ter chego a Terra em uma velocidade de cerca de 600 quilômetros por hora - o que poderia ter causado grandes estragos se a rocha ainda estivesse inteira. “Temos que agradecer a nossa atmosfera que freia esses objetos. Além disso, grande parte dessa rocha deve ter se fragmentado, ter virado vapor”, contou.

LEIA MAIS: Meteoro chama atenção de moradores de cidades gaúchas

A fragmentação aconteceu, segundo o técnico, durante a trajetória do fenômeno, por cerca de 400 quilômetros. “Durante a passagem atmosférica, ele é submetido a um calor muito intenso, e essa energia e calor gerados vão consumindo aos poucos o meteoróide. O que sobra disso, que chega ao solo, a gente chama de meteorito. Neste caso, a gente acredita que entre 10 e 15% da massa total deve ter sobrevivido à passagem atmosférica.”

A rocha, considerada muito grande pelo diretor da Bramon, foi vista em todo o Rio Grande do Sul. Segundo Zurita, o observatório recebeu vídeos também do Paraguai. Em entrevista à Rádio Gazeta, ele explicou ainda sobre o valor financeiro de um meteorito e o que deve ser feito quando um fragmento ser encontrado. Ouça: