Oktober Garten 19/06/2019 15h39 Atualizado às 16h05

Quando deve ser inaugurado o novo complexo no Parque da Gruta

Espaço contará com restaurante, lancheria, loja e até coreto

Quem passa pelo Parque da Gruta, em Santa Cruz do Sul, pode ouvir de longe o barulho de obras no local. Desde a primeira semana de fevereiro, todo o espaço é reformado. Conforme o empresário santa-cruzense Alexandre Humburger, que venceu a licitação para administrar o restaurante do Parque da Gruta pelos próximos 20 anos, as obras estão a todo vapor para cumprir a previsão de inauguração: julho deste ano.

“Estamos com mais de 30 pessoas trabalhando, a todo o vapor, para inaugurar o quanto antes. O investimento vai passar de R$ 1 milhão, com estrutura para atender mais de 500 pessoas. Só na lancheria a capacidade é de pelo menos 60 pessoas”, comentou em entrevista à Rádio Gazeta. Além do local para lanches, o espaço ainda irá contar com restaurante (com ampliação da cozinha), deques de madeira, coreto, loja de souvenirs e área externa com grandes mesas.

LEIA MAIS: Como será o novo restaurante do Parque da Gruta

A ideia, desde o início do projeto, era criar um espaço externo, ao estilo “pub garden”, com cardápio de petiscos e variedades de cervejas. Todas as atrações levarão o nome Gruta dos Índios - este será o nome do restaurante, da lancheria e até de uma cerveja própria, segundo Humburger. O complexo se chamará Oktober Garten (Jardim Oktober, em tradução), sempre valorizando a cultura alemã.

Foto: Ronaldo Falkenback/Rádio Gazeta

 


Na loja de souvenirs, inclusive, a intenção é que sejam comercializados artigos como trajes típicos, canecas e, inclusive, cucas. “As pessoas poderão encontrar tudo que tem na Oktober, todos os dias do ano. É uma mini Oktoberfest”, disse o empresário. A inspiração de arquitetura vem de estabelecimentos que Humburger conheceu na Europa – como a Hofbräuhaus, tradicional cervejaria de Munique, na Alemanha. 

Pelo menos 50 pessoas serão empregadas no complexo, que deve funcionar das 10 horas até a noite, todos os dias da semana - de segunda a segunda-feira. “Estamos fazendo algo para a população, para o turismo. Queremos valorizar o nosso parque. Buscamos que as pessoas não venham simplesmente para uma refeição, mas que a pessoa possa vir passar o dia, curtir o ambiente, aproveitar a lancheria, tomar um sorvete, comer um hambúrguer, tomar um chope. Então vamos ter diversas opções”, comentou.

LEIA MAIS: 

 

Foto: Ronaldo Falkenback/Rádio Gazeta

Foto: Ronaldo Falkenback/Rádio Gazeta