Ideias do Bem 19/06/2019 16h39 Atualizado às 08h15

Parceria entre empresários santa-cruzenses vai transformar o visual de mulheres vítimas de violência

Ideia é atender pelo menos duas mulheres por mês. Iniciativa está aberta a novos parceiros

Entre os traumas deixados por relacionamentos abusivos e violentos, o dano à autoestima é um dos mais difíceis de reverter. Inseguras e desamparadas, as mulheres que enfrentam esse tipo de situação acabam encontrando dificuldades para seguir em frente e recomeçar a vida, seja na esfera pessoal ou profissional. Pensando nisso, o empresário Júlio Arruda, que trabalha no ramo dos automóveis em Santa Cruz do Sul, saiu em busca de parceiros para auxiliar essas mulheres a se sentirem valorizadas e se inserirem no mercado de trabalho a partir de uma mudança no visual. Inicialmente, a meta é proporcionar a transformação, que inclui roupas novas para participar de entrevistas de emprego, corte de cabelo, manicure, maquiagem e dicas profissionais, para duas mulheres por mês.

"O projeto é uma continuidade de uma ação que já existe no Sine desde o início do ano e ajuda as pessoas a se prepararem para conseguir um emprego. Há 30 dias nós estendemos a iniciativa para as vítimas de violência doméstica por entender que elas também precisam disso", comenta. A delegada Lisandra de Castro de Carvalho, que comanda a Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam) recebeu a proposta de braços abertos. "Essa iniciativa foi algo que me emocionou, porque nós precisamos de pessoas que tomem a frente e saiam do conformismo. Se não fizermos isso nada vai acontecer, porque nós temos um Estado que não dá mais conta de atender as pessoas", comentou. 

De acordo com a delegada, além de contribuir para autoestima das mulheres, o projeto também pode ser uma forma de coibir a violência. "Quando a gente devolve para a mulher a confiança perdida e consegue reinseri-la no mercado de trabalho nós estamos tirando ela do caminho da violência, seja como vítima ou como autora de um possível crime". Até o momento, uma mulher já foi atendida e a repercussão foi a melhor possível. "Ela vivia em um relacionamento muito abusivo, não tinha vontade de se arrumar e saiu do salão renovada, porque a gente também faz as vezes de psicóloga, conversa, aconselha. Foi muito bom ver essa transformação acontecendo", conta a empresária Aline Soares, dona do Salão Maria Bonita e parceira do projeto. Além dela, o Salon Santa Cruz e alguns brechós do município também já embarcaram na iniciativa. "Nós estamos abertos a novas parcerias e temos certeza que elas virão. Quando comecei a divulgar a ideia não tive resistência nenhuma por parte dos empresários, que foram muito receptivos e prontamente estenderam a mão", detalha Arruda. 

Você é 10 

O projeto, que leva o nome Você é 10, consiste em doação de roupas e calçados para entrevistas de emprego, corte de cabelo, manicure, maquiagem e serviços de beleza, confecção de currículo, quando necessário, e dicas de cursos profissionalizantes e de como se comportar na entrevista de emprego caso necessário. Inicialmente, a meta é mudar o visual de duas mulheres a cada mês, sem custo nenhum para as atendidas. Embora o programa também foque na conquista do emprego, mulheres que já estejam trabalhando também são bem-vindas.  

Participe

Empresários que queiram integrar o projeto ou mulheres que desejam receber ajuda podem buscar informações diretamente com a Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam) no Centro Integrado de Segurança, no Bairro Arroio Grande, ou pelo 3713-4340.