Financiamento 11/07/2019 22h26 Atualizado às 06h29

Banrisul disponibiliza R$ 106 milhões ao tabaco no Plano Safra

Banco gaúcho anunciou que, no total, terá R$ 3,25 bilhões para apoiar a atividade agrícola no plantio 2019/2020

O Banco do Estado do Rio Grande do Sul (Banrisul) apresentou o Plano Agrícola da Safra 2019/2020, nessa quinta-feira, retomando o foco no agronegócio gaúcho. A instituição vai disponibilizar R$ 3,25 bilhões para custeio da plantação, compra de equipamentos ou melhorias na estrutura das propriedades rurais. O valor será dividido entre as agências do Banrisul no Estado, que estão preparadas, desde o início do mês, para receber os produtores. Para o setor do tabaco, a instituição vai disponbilizar R$ 106 milhões por meio de uma linha de crédito extra.

Na agência central de Santa Cruz do Sul, uma equipe foi treinada para atender os agricultores. Conforme o gerente-geral, Carlos Roberto de Andrade, a intenção do banco é retomar a parceria com o homem do campo, por meio da oferta do crédito rural. “Por um momento o Banrisul ficou mais distante da necessidade do campo, mas estamos retomando com toda a força, disponibilizando linhas de crédito e limites especiais aos produtores.” O gerente informa que o montante disponibilizado pelo Banrisul neste plano safra é 90% maior do que o destinado ao financiamento rural no ano passado.

Conforme Andrade, há três meses o Banrisul prepara a retomada ao financiamento rural. “Houve um momento em que as operações foram trancadas, mas estamos com novas parcerias; por isso, teremos agilidade na liberação de crédito aos produtores”, destaca o gerente-geral. As linhas de crédito que estarão disponíveis viabilizam o custeio, que é a própria produção rural, a comercialização da safra e o investimento na propriedade. “A maior fatia destes recursos é para o custeio. São R$ 2,95 bilhões, e não há limite por agência”, reforça Carlos Roberto de Andrade.

O acesso ao crédito rural também tem juros reduzidos. O custeio, financiado por meio do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), está com juros que vão de 3% a 4,6% ao ano. As taxas variam de acordo com a atividade rural. Produtores de alimentos – como leite e verduras, por exemplo – pagam menos juros ao banco. Para os produtores de médio porte a taxa anual é de 6% para custeio e 7% para investimento. As grandes empresas do agronegócio podem ter acesso aos recursos pagando 8% de juros ao ano no Banrisul.

Foto: Rafael CunhaSegundo Andrade, crescimento na oferta de recursos do Banrisul é de 90% neste ano
Segundo Andrade, crescimento na oferta de recursos do Banrisul é de 90% neste ano

 

Mais R$ 123 bilhões em crédito rural

A Sicredi e o Banco do Brasil também estão com financiamentos abertos para a produção rural. O BB colocou em negociação R$ 103 bilhões (R$ 13,6 bilhões, destinados ao Rio Grande do Sul). Em Santa Cruz, as operações podem ser contratadas nas duas agências (Marechal Deodoro e Afubra). O operador de crédito rural é o gerente da agência da Afubra, Madson Vinkler.

Já a Sicredi disponibilizou R$ 20,1 bilhões em recursos para o financiamento da Safra 2019/2020, e estima realizar 220 mil operações de crédito nos Estados de atuação da cooperativa. Do montante para este novo ciclo, a expectativa da instituição cooperativa é liberar R$ 17,5 bilhões em operações de custeio, comercialização e investimento, além de R$ 2,6 bilhões com recursos direcionados, vindos do Fundo Constitucional do Centro-Oeste (FCO) e do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Extra

Segundo o operador de crédito rural do Banrisul em Santa Cruz, Ivo Sérgio Martin, desde a safra passada o banco oferece uma linha de crédito extra para a produção de tabaco. Na safra 2018/2019, foram aportados R$ 106 milhões em financiamentos para 23 mil produtores da região. “Os contratos foram viabilizados por meio das empresas do setor de tabaco”, explica Martin.

Além dos recursos estaduais do plano safra, a agência central de Santa Cruz deverá ofertar novamente o valor de R$ 106 milhões para produtores de tabaco. “Uma equipe já está percorrendo as empresas para reforçar os contatos e viabilizar as parcerias novamente”, confirma o gerente Carlos Roberto de Andrade.

No caso dessa linha de crédito, que não entra nos programas federais de financiamento rural, as operações com o Banrisul são concentradas na agência central de Santa Cruz do Sul, localizada na Rua Marechal Deodoro.

LEIA MAIS: Unisc e Banrisul firmam convênio para oferecer financiamento a estudantes


MAIS LIDAS